quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

CVR Açores recebe apoio


O Governo Regional dos Açores, através do Secretário Regional da Agricultura e Florestas, atribuíu à CVRAçores - Comissão Vitivinícola Regional dos Açores, com sede na Madalena do Pico, "um apoio financeiro a fundo perdido, no valor de € 80.000,00 (oitenta mil euros), com vista a fortalecer a sua capacidade de assistência técnica nas áreas da contabilidade e gestão do cadastro vitícola, e apoiar a realização das suas atribuições", de acordo com o Jornal Oficial (IIª Série, nº 51, de 20 de Dezembro).
De acordo com o mesmo documento, "a Comissão Vitivinícola Regional dos Açores (CVRAçores) é uma associação privada, sem fins lucrativos, fundada em 5 de Setembro de 1995. O seu objectivo é garantir a genuinidade e a qualidade dos vinhos de indicação de proveniência regulamentada dos Biscoitos, Pico e Graciosa, bem como do vinho Regional Açores".

33 comentários:

picoense,  23/12/05 08:34  

Apoio financeiro a fundo perdido.

jacinto,  23/12/05 13:17  

parabéns às renas.

leitor,  23/12/05 16:16  

Ainda bem que as renas não tiveram problemas...

Desambientado 23/12/05 16:57  

José
Aurélio.
Quisera,
Senhor neste
Natal, ornar uma
árvore dentro do meu
coração, e nela pendurar
em vez de presentes, os nomes
de amigos. Os de longe e os de perto. Os antigos e os mais recentes. Os que vejo cada dia e os que raramente encontro. Os das
horas difíceis e os das horas alegres. Meus amigos humildes e meus amigos importantes. Os que sem querer magoei, ou sem querer me magoaram.Os que pouco me devem e aqueles a quem devo muito.
Os nomes de todos os que já passaram pela minha vida. Que seja uma árvore de raízes muito
profundas para que seus nomes nunca sejam arrancados do
meu coração. De ramos muitos extensos para que novos nomes,
vindos de todas as partes, venham juntar-se aos existentes.
De sombras muito
agradáveis
para que a
nossa Amizade
seja um momento
de repouso
nas lutas
da Vida.

Tenho pena que tão belas palavras não sejam minhas, mas sinto-as como se o fossem. Aqui fiz meia árvore, a outra meia árvore é construída por vocês que me ajudam a a crescer no Desambientado.
Bom Natal.

Anónimo,  24/12/05 12:10  

Melhorar as videiras,( das três regiões), pela cultura e os homens pela educação!!!!
Já alguém o disse:
" do dinheiro e da bondade, metade da metade".

enófilo,  25/12/05 17:55  

Neste Natal ofereça e tenha à sua mesa vinhos dos Biscoitos.

José Aurélio Almeida 2/1/06 15:58  

Picoense:
Que se perca o fundo mas não o apoio. A vitivinicultura açoriana não pode perder oportunidades.

José Aurélio Almeida 2/1/06 17:44  

Jacinto e Leitor:
Uma viva às renas, fiéis puxadoras do trenó do Pai Natal, que por sua vez ganhou (por muitas décadas) o concurso de entrega de ofertas de Natal, numa distribuição promovida pelo Menino Jesus e patrocinada por cada um de nós.

José Aurélio Almeida 2/1/06 17:49  

Desambientado:
Obrigado por tão rica metade de árvore de Natal. Vale mais esta metade que muitas inteiras.
Boa época natalícia para si também.

José Aurélio Almeida 2/1/06 17:53  

Anónimo e Enófilo:
Se me permitem, subscrevo as vossas sugestões.

Anónimo,  10/1/06 13:57  

A C.V.R.-Açores -Comissão Vitivinícola Regional-AÇORES, não têm representantes dos produtores-engarrafadores individuais das ilhas, também agentes económicos e a certificarem vinho.
Qual a razão? Estatutos? Alternem-nos! Isto vêm a respeito da entrevista ao produtor - engarrafador ,dos Biscoitos, José Machado na última edição da revista Saber, que neste blogue tive conhecimento, ou melhor em "Biscoitos que futuro ? V".
Uma entrevista interessante e que dá que pensar.

José Aurélio Almeida 11/1/06 01:09  

Como já indicamos em http://biscoitos-terceira.blogspot.com/2005/11/biscoitos-que-futuro-v.html, já fomos conhecer a mencionada entrevista. Concordando que a mesma dá que pensar, a essa tarefa nos remetemos e, logo que for possível, daremos eco da entrevista na primeira página do blog.

Anónimo,  16/1/06 14:32  

Continuo com curiosidade por não estarem representados os produtores - engarrafadores individuais, das ilhas, na cvr.Açores?
Caro Senhor Professor José Aurèlio Almeida bem haja por aquilo que tem feito pela sua terra e muita saúde para continuar essa luta de proteger as vinhas e o vinho dos Biscoitos.
Obrigado pela a atenção.

José Aurélio Almeida 17/1/06 02:06  

Caro Anónimo:
Sobre a representação de produtores-engarrafadores individuais na CVRAçores, e depois de revisitar o site desta entidade onde observei os estatutos da mesma e a lista de associados, chego à conclusão que existem produtores-engarrafadores individuais registados como associados mas todos os elementos dos órgãos desta entidade surgem por representação de alguma entidade (pública, associativa ou cooperativo-comercial). Deduzo que, pelo menos em princípio, qualquer das entidades que designam representantes escolham para tal membros das mesmas, o que não significa que não possa ser indicado um produtor privado, uma vez que estes também podem integrar entidades colectivas, como as associações agrícolas,por exemplo, continuando a produzir e/ou comercializar os seus produtos de forma individual.
Pelo pouco que conheço julgo ser este tipo de constituição o mais comum nas várias Comissões Vitivinícolas Regionais que existem no país.
Espero que, de algum modo, tenha contribuído para a satisfação da vossa curiosidade.
De qualquer forma indico os contactos da CVRAçores:
Sede CVR Açores
Av. Machado Serpa
9950 – 321 Madalena
Pico – Açores
Telef.: 292 623 605
Fax: 292 623 606
Email: cvracores@mail.telepac.pt ou cvracores@cvracores.pt
WEB: http://www.cvracores.pt/


A finalizar agradecemos as vossas simpáticas palavras.

Anónimo,  22/2/06 21:33  

C.V.R.-Açores?

José Aurélio Almeida 26/2/06 01:04  

Caro Anónimo:
Acerca da CVRAçores (ou do Açores da CVR) já se pronunciou a Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos e também o actual dirigente dessa Comissão.
Daremos nota oportunamente.

Anónimo,  7/5/06 22:16  

Há algo que não bate certo: CVR-Açores fundada em 1995 e os primeiros vinhos VLQPRD-Biscoitos e VLQPRD -Pico com colheitas de 1994!?

Anónimo,  25/5/06 23:24  

"Uma associação privada sem fins lucrativos", mas com um presidente escolhido pelo Governo açoriano?
Não percebi!?

Maria Albertina Rosa

Anónimo,  30/6/06 17:30  

Li a entrevista do produtor senhor José Machado e fiquei espantado quando refere
que há vinho em outra ilha que eventualmente contém mosto concentrado!?
E... depois é certificado como vinho Açores?

José Aurélio Almeida 14/7/06 19:58  

Caro Anónimo:
De acordo com o que sabemos a CVR certifica vinhos apenas com base nos próprios vinhos (por "... exame analítico dos produtos vinícolos efectuados em laboratório oficial ou como tal reconhecido, e o exame organolético a efectuar por uma câmara de provadores"), ou seja, sem acompanhamento do processo de que resultam, desde as vinhas até às adegas.
Assim, e por exemplo, decerto que os vinhos resultantes da colheita de 1994 candidatos a certificação como VLQPRD, obrigados a estágio mínimo de três anos em cascos de madeira, só foram analisados e sujeitos a exame em 1997 ou 1998.

José Aurélio Almeida 14/7/06 20:08  

Cara Maria Albertina Rosa:
De acordo com os respectivos estatutos, os órgãos directivos da CVRA são compostos por representantes da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas, dos viticultores (designados pela Associação de Agricultores da Ilha do Pico, pela Associação de Agricultores da Ilha Graciosa e pela Associação de Agricultores da Ilha Terceira) e das entidades ligadas à comercialização do vinho, (designados pela Adega Cooperativa da Graciosa, pela Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico e pela Câmara do Comércio de Angra do Heroismo). En qualquer dos órgãos quem preside é o representante governamental.
É estranho, eventualmente pouco democrático... mas é assim!

José Aurélio Almeida 14/7/06 20:12  

Caro Anónimo:
Se nos permite, acompanhamo-lo nos seus espantos acerca de eventuais incumprimentos (ou contornos pouco correctos) na produção e certificação de vinhos!
A existirem casos desses são graves.

Anónimo,  22/7/06 20:20  

E os espantos continuam...
Milhões de litros de vinho nos Açores? VINHO AMERICANO (HIBRIDOS e PRODUTORES DIRECTOS) OU MORANGUEIRO; NAS ilhas VINHO DE CHEIRO!!! Estão a certificar também estes vinhos?
Vamos esperar que no actual dilúvio, a próxima arca não leve a Verdelho para bem desta casta.
Antes recolham água com gases das Furnas.
Caro responsável por este blog estou de acordo consigo pelo que oscultei e ouvi, com gente desta a liderar a viticultura não vão longe.
Gostei de visitar o vosso blog.Parabéns pelo vosso trabalho.

JEJUM,  23/7/06 10:24  

Primeiro ver...não é?

-Meu bemfeitor,tenha pena de mim! Sou um pobre ceguinho cheio de família!
-Então tem muitos filhos?
- Eu nem sei, porque não vejo.

LIBÓRIO,  23/7/06 18:19  

Espanholadas

- Tenho um quadro magnífico em casa.
- E que representa?
- Um cacho de uvas tão bem pintado que os pássaros chegam a vir picá-lo.
-Pois eu tenho um ainda melhor. representa um cão tão bem feito, que a autoridade obrigou-me a açaimá-lo!

Anónimo,  23/7/06 20:42  

Só teme os homens quem os não conhece e quem foge deles depressa os desconhecerá.

Goethe

José Aurélio Almeida 24/7/06 12:07  

Caro Anónimo, at 22/7/06 20:20:
Começamos por agradecer o comentário acerca do blog.
Sobre "os espantos" nós também não entendemos certos números de vinho certificado.
Esperemos que a casta e o vinho verdelho genuínos não se "afoguem" entre tantos hectolitros de origens várias.

José Aurélio Almeida 24/7/06 12:10  

Caro Jejum:
Não há dúvida de que a visão é um sentido muito importante, apesar de a falta dela não ser castradora da capacidade de agir: o pior é avançar e não conseguir vislumbrar os resultados.

José Aurélio Almeida 24/7/06 12:12  

Caro Libório:
Sobre quadros nós gostávamos de ter um que representasse tão bem o património biscoitense que iludisse os mais soberbos e os impedisse de delapidar o original.

José Aurélio Almeida 24/7/06 12:17  

Caro Anónimo, at 23/7/06 20:42:
A garra, a firmeza e a coragem de enfrentar a realidade são essenciais.

Anónimo,  25/7/06 20:56  

Os homens de estado tem o coração na cabeça.

Napoleão

José Aurélio Almeida 26/7/06 11:38  

Caro Anónimo:
Inteligente afirmação esta de Napoleão.
É preciso é que esta localização do órgão principal do sistema circulatório não tolde o funcionamento da máquina cerebral.

Anónimo,  26/7/06 20:23  

Os homens são como o vinho: a idade azeda aos maus e melhora os bons,

Cicero

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP