domingo, 31 de dezembro de 2006

Revista Verdelho - 10 anos de existência

A Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos (CVVB) edita desde 1996 uma revista chamada "Verdelho".

A REVISTA
"Mais do que a acta da vida da Confraria, esta publicação pretende ser um espaço convergente de ideias e debate de opiniões sobre a realidade actual da Zona Vitivinícola dos Biscoitos." Esta foi a primeira frase do seu primeiro editorial, escrito por Victor Alves.
Foi assim, com este espírito, que o boletim da CVVB nasceu, já lá vão dez anos, impresso a cores e em papel de qualidade.
Note-se que esta é, senão a única, uma das raras publicações periódicas da responsabilidade de uma confraria portuguesa e a única publicação periódica impressa, sob o formato de revista, que conhecemos nos Biscoitos.

O NÚMERO UM
A primeira edição da "Verdelho" foi dirigida por Victor Alves e editada por Jácome de Bruges Bettencourt, composta por 24 páginas e com uma tiragem de 500 exemplares.

Não nos sendo possível apresentar exaustivamente o seu conteúdo, optamos por registar um sumário alargado do mesmo, no intuito de despertar a curiosidade que vos leve a consultar a própria revista e apreciar o seu belíssimo recheio.
A capa (aqui reproduzida), para além da identificação da publicação, feita com letras "a oiro", é composta por uma fotografia de Ana Paula Carvalho intitulada "Curraletas de Verdelho dos Biscoitos".
A segunda página inclui, para além do já citado Editorial, a Ficha Técnica, o Sumário e a apresentação do 1º Directório dos Notáveis da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.
"Verdelho dos Biscoitos - Um vinho aperitivo para grandes celebrações" é um texto de Jácome de Bruges Bettencourt, à altura Mestre dos Ritos e Cerimónias da CVVB, que refere a presença do néctar produzido pela Casa Agrícola Brum, Lda. em diversas "ementas do mais alto gabarito" com destaque para a "do jantar de gala, do dia 12 [de Maio de 1995], no Palácio Nacional de Queluz, que antecedeu o casamento de SS. A.A. R.R. os Duques de Bragança".
O biscoitense Luís Vasco Nunes, Engenheiro Agrícola, apresenta um "Contributo para o conhecimento das condições climáticas da Zona Vitivinícola dos Biscoitos", fornecendo alguns dados de variáveis climáticas, relacionando-os com a cultura vitícola.
Continuando a leitura do nº 1 da Revista "Verdelho", encontramos a reprodução do "Estatuto das Zonas Vitivinícolas dos Biscoitos, Pico e Graciosa", de acordo com a redacção do Decreto-Lei n.° 17/94, de 25 de Janeiro.
"Os Vinhos e a Qualidade" é o nome de um texto de Teresa Lima, Professora do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores e, à data, Grande Inquiridora da CVVB. Este artigo faz uma contextualização à questão da qualidade alimentar em geral, e dos vinhos em particular, direccionando-se também para as questões técnicas subjacentes às análises química e sensorial dos vinhos.
Alfredo Borba, Director do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores, regista algumas interessantes notas históricas a respeito do vinho na Ilha de São Jorge, sob o título "Castelletes um vinho de S. Jorge".
As páginas centrais deste boletim contém "O Verdelho dos Biscoitos e a sua técnica cultural", texto no qual João Madruga, Professor do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores e, à altura, Vice-Grão Mestre da CVVB, conjuga alguns dados técnicos e científicos com a descrição do sistema de cultura tradicional do verdelho.
As investigações e o conhecimento prático de Luís Mendes Brum, Vitivinicultor biscoitense e, à data, Grão Mestre da CVVB, consubstanciam a "História viva da vinha e do vinho dos Biscoitos", num período que se reporta a 426 anos. O conhecimento partilhado vai desde relevantes dados históricos até explicações sobre a cultura da vinha, passando por referências ao Museu do Vinho dos Biscoitos.
O último terço da revista começa com a apresentação da "Constituição da Confraria", com a notícia de que nos Açores "Já existe oficialmente a Comissão Vitivinícola" e com a nota do falecimento de D. Osvalda Couto Ultra, confrada fundadora da CVVB.
Victor Alves, à altura, Grão Camareiro da CVVB, apresenta a "Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos", relatando aspectos da sua constituição e da cerimónia de entronização dos 18 confrades fundadores.
Seguem-se quatro páginas de fotografias, e respectivas legendas, que colocam "A Confraria em foco", e testemunham os acontecimentos mais importantes dos primeiros anos da história da CVVB, distribuídos por diversos locais dos Açores, de Portugal Continental e até de Macau.
A letra e a música do "Hino da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos" (neste blog apresentadas a 22 de Novembro de 2005) também integram o primeiro número da revista "Verdelho".
A fechar, na contracapa está publicado um mapa produzido pelo Instituto da Vinha e do Vinho que apresenta a lista e a respectiva localização das zonas de "Denominações de Origem" dos vinhos portugueses, onde naturalmente figura a dos Biscoitos.

De notar que quase todas as páginas incluem fotografias e ilustrações alusivas aos artigos apresentados, todos eles da autoria de personalidades de indiscutível e reconhecida craveira.

Nota 1: Seguindo de forma aproximada o mesmo esquema usado nesta oportunidade, apresentaremos em futuras ocasiões os restantes números já publicados.
Nota 2: Despedimo-nos de 2006 e recebemos 2007 com o melhor néctar vínico que conhecemos: Verdelho dos Biscoitos.
Apresentamos desejos de boa passagem de ano para todos (as felicitações para o novo ano surgirão amanhã).

Read more...

sábado, 30 de dezembro de 2006

Festa da Vinha e do Vinho - fotografias e notas

Recordamos e apresentamos hoje algumas fotografias e notas sobre a XV Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos.

Conforme indicamos a 1 de Setembro passado, a referida festa decorreu, como habitualmente, no início do mês de Setembro, no Museu do Vinho dos Biscoitos, organizada pela Delegação de Angra do Heroísmo do INATEL com apoio da Casa Agrícola Brum, Lda e colaboração do Grupo de Baile à Antiga do Posto Santo, da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos e da Casa do Povo dos Altares.

ABERTURA
A abertura do evento foi feita pelo senhor Moisés Mendes, animador cultural do INATEL, que se referiu, entre outros aspectos, ao importante significado da Festa da Vinha e do Vinho. Para além do representante do INATEL estiveram na mesa de honra o Dr. João Maria Mendes, Representante da Região Autónoma dos Açores no Conselho Geral do INATEL e Chefe de Gabinete do senhor Secretário Regional da Educação e Ciência, o senhor Paulo Codorniz, Vereador da Cultura da Câmara Municipal da Praia da Vitória, o senhor Carlos Cardoso, Presidente da Junta de Freguesia dos Biscoitos, o senhor Jácome de Bruges Bettencourt, Grão-Mestre da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos e a Drª. Carla Raposeira, da Divisão de Etnografia e Folclore do INATEL, que de seguida falou sobre "Património e Identidade".

COLÓQUIO SOBRE "PATRIMÓNIO E IDENTIDADE"

Deste colóquio retivemos a explicitação de que a definição de património cultural abrange património material e património imaterial, estando este último mais associado ao conceito de identidade, no sentido da busca de preservação de actos (que se estão a perder).

A oradora da noite abordou o conceito de identidade cultural numa perspectiva de evolução histórica, situando a sua origem na Europa, nos finais do século XIX, por via de perdas de referências consequentes da implementação de processos de transformação relacionados com os fenómenos da industrialização e da globalização. Segundo a Drª. Carla Raposeira, em Portugal este conceito surgiu tardiamente, no final da década de 80, início da de 90, no século passado, ligado ao abandono de práticas rurais.
No seguimento da sua apresentação, defendeu a especialista que para a preservação do património e da identidade é indispensável o conhecimento dos mesmos uma vez que a evolução tem que ser estruturada, devendo fazer-se a projecção no futuro de acordo com o que fomos "ontem" e o que somos "hoje". A Festa da Vinha e do Vinho foi apontada como um exemplo do processo de recolha, preservação e devolução, pela divulgação, inerente ao património e identidade.
Neste contexto, concluíu a palestrante que a classificação da paisagem biscoitense da vinha seria um ganho para todos.

CERTIFICADOS, ENCERRAMENTO E ANIMAÇÃO
Após a apresentação temática anterior, o representante do INATEL aproveitou a ocasião para entregar certificados de filiação no INATEL a dois grupos folclóricos e o Dr. João Maria Mendes encerrou a sessão com mais algumas palavras sobre o património e apresentando saudações a todos os presentes, com especiais referências ao INATEL e à Casa Agrícola Brum, Lda.
A noite continuou animada, musicalmente pelo Grupo de Baile à Antiga do Posto Santo, e vinicamente por um "Biscoito d'Honra", patrocinado pela Casa Agrícola Brum, Lda.

SÁBADO DE VINDIMA
Como é hábito, a tarde de sábado foi dedicada à tradicional vindima, com saída do Museu do Vinho para a vinha situada na orla marítima, e respectivo regresso.

A Pisa das uvas foi muito concorrida, com miúdos e graúdos a repor ao vivo uma tarefa secular com vista à produção do mosto.
O jantar dos vindimadores, este ano confeccionado pelo Grupo de Baile à Antiga do Posto Santo, esteve, como sempre, uma delícia e a animação musical, com o mesmo grupo, alegrou todos os que se deslocaram até ao Museu do Vinho dos Biscoitos. Também a presença, nos dois dias, do senhor Manuel Coelho Machado, artesão local que trabalha o "espadão" e a "folha de milho", enriqueceu culturalmente o evento.

PROJECÇÃO NA COMUNICAÇÃO SOCIAL
Tal como em edições anteriores esta Festa da Vinha e do Vinho foi alvo de ampla divulgação na comunicação social, merecendo reportagem em directo pela RDP-Açores e a presença da RTP-Açores.

O jornal Diário Insular, para além de divulgar várias notas do acontecimento, como outros periódicos regionais, dedicou grande parte da sua revista publicada a 10 de Setembro a esta XV Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos, através de uma reportagem de Helena Fagundes (incluíndo a capa da revista e 8 páginas) e da referência na Nota de Abertura assinada por José Lourenço, director deste matutino terceirense.

Da nota do director destacamos o seu primeiro parágrafo: "Todos os anos, no Museu do Vinho dos Biscoitos, se carregam os cestos e pisam as uvas como antigamente. A freguesia é a única a manter uma tradição que se desvanece com o passar das gerações."

No que diz respeito à reportagem há logo que marcar que, incluíndo a da capa, a revista do Diário Insular apresenta seis belíssimas fotografias, de diferentes momentos da festa.
Em termos de texto Helena Fagundes começa por abordar o cortejo que "parte do Museu do Vinho rumo às vinhas da orla marítima, para recriar uma vindima de antigamente", descrevendo o ambiente vivido durante o mesmo e destacando a presença de muitos turistas cuja "maioria são americanos a viver na base das Lajes".
De seguida a jornalista apresenta uma série de conversas, mantidas no próprio ambiente da festa. Primeiro com Manuel Machado, artesão, acerca das vindimas com este a recordar aspectos da sua infância e juventude.
Depois com Moisés Mendes, da delegação do Inatel de Angra do Heroísmo, sobre o futuro do vinho e da vinha da freguesia dos Biscoitos, que "considera que festas como a dos Biscoitos são importantes para a preservação deste património" e que esclarece que "A participação do Inatel não é inocente. Queremos lançar uma discussão sobre o futuro deste sector e tentar preservar a vindima, como património cultural. O vinho verdelho é um vinho com mercado, basta que existam os apoios e a vontade suficientes."
Carla Raposeira, coordenadora da Divisão de Etnografia do INATEL, a trabalhar na sede de Lisboa, "vê festas como a dos Biscoitos como um “bom sinal”, mas pensa que o património cultural de freguesia está longe de estar assegurado" indicando que "a solução passa por “um grande número de medidas. Isso inclui proteger o património material, como aconteceu com a cidade de Angra do Heroísmo. As curraletas têm de ser conservadas… Mas também passa por preservar o património imaterial, as ideias, os costumes e as tradições. É esse o maior desafio”."
Desta conversa realçamos ainda a ideia de que “É preciso alertar toda a comunidade para o risco permanente de perder a sua identidade. Se isso acontecer, as pessoas dos Biscoitos passarão a ser meros habitantes da Terceira, sem nada de único e de seu”.
Com Luís Mendes Brum o assunto centra-se na família Brum como "uma das maiores impulsionadoras do cultivo da vinha" e no papel do Museu do Vinho em relação à protecção da tradição vitivinícola biscoitense. "O fundador do museu acredita na continuidade da tradição da vindima e também na existência de um mercado para os vinhos produzidos na freguesia."
As duas últimas conversas foram com elementos do Grupo de Baile do Posto Santo. António Alves que explica à jornalista que "As pessoas não estão dispostas a cuidar da vinha. É mais fácil ir ao supermercado e comprar uma garrafa.” Justifica que “Se continuamos com isto, é porque gostamos, por graça. Hoje em dia existe muita oferta de diversão e os mais novos não se interessam muito por estas coisas. Mesmo as pessoas da freguesia já não se importam com isto. Restam os turistas e os americanos”. Susana Semião "admite que haja cada vez menos interesse pela vindima" mas "acredita que a tradição do folclore e da Festa da Vinha e do Vinho perdure. “Vai continuar por muitos anos. Nós gostamos desta festa e das actuações, por isso vamos trabalhar para que isso aconteça”.
A reportagem termina com notas sobre o regresso da vinha ao Museu do Vinho, à pisa das uvas, à prova do vinho, ao jantar e à actuação do folclore.

NOTA: Agradecemos ao INATEL e à Casa Agrícola Brum, Lda toda a amabilidade e atenção demonstradas aquando da nossa presença na XV Festa da Vinha e do Vinho.

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

sexta-feira, 29 de dezembro de 2006

Época taurina de 2006

9 TOURADAS À CORDA E 2 VACADAS
Neste ano de 2006 a freguesia dos Biscoitos contou com todas as touradas estipuladas oficialmente como "tradicionais" (num total de seis, de acordo com o Regulamento das Touradas à Corda na Região Autónoma dos Açores; Julho: 1 na Rua Longa e 1 no Largo da Igreja Velha - Festas de São Pedro; Setembro: 3 no Caminho do Concelho - Festas do Imaculado Coração de Maria - e 1 no Porto - Festas de Santo António) e ainda com três touradas "não tradicionais" e duas vacadas (ver mais dados aqui neste Blog em 29 de Setembro de 2005 ou pesquisar no mesmo através da palavra "tourada").

Por estatísticas realizadas por J. H. Toste Pimpão (Diário Insular, 1/Novembro/2006), este saldo de onze espectáculos taurinos coloca os Biscoitos no 3º lugar da lista de freguesias do concelho da Praia da Vitória com mais touradas (incluindo vacadas e bezerradas). No total da Ilha Terceira esta freguesia ocupa a 7ª posição, a par com São Sebastião.

Para além dos eventos realizados na própria freguesia, um balanço da época taurina não ficaria completo sem referência à Ganadaria Duarte Pires, cujo proprietário reside nos Biscoitos.

O grande destaque vai para a ida até Portugal Continental onde pastores da Ganadaria Duarte Pires exerceram as suas funções na 8ª Corrida à Corda da OVIBEJA, no dia 6 de Maio. Pode ser vista uma reportagem desta tourada no site da TV OviBeja.
Segundo o programa divulgado pela própria organização com a colaboração do Governo Regional dos Açores.

Na Ilha Terceira, para além da participação em alguns eventos paralelos (como o desfile que mencionamos aqui a 22 de Setembro) esta ganadaria participou com um touro numa tourada realizada a 1 de Julho no Posto Santo (in Agenda da Associação Regional de Criadores da Tourada à Corda).

Durante 2006 Duarte Pires, proprietário da Ganadaria com o mesmo nome, recebeu do Governo Regional dos Açores, através do Secretário Regional da Agricultura e Florestas, uma comparticipação financeira de 2750€ por via de ter tido animais bovinos de raça brava atingidos pela paratuberculose (Portaria nº 159/2006 - Jornal Oficial, IIª Série, nº 15, 11 de Abril de 2006).

Faz hoje um ano que publicamos:
Festa de Natal transmitida para emigrantes

Read more...

quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

Equipa de Chalana fora da Taça

Depois da estreia como treinador do Sport Clube Vilanovense com a obtenção de uma vitória (ver aqui a 17 de Dezembro), Chalana não conseguiu levar a sua actual equipa às meias-finais da Taça da Ilha Terceira.
Em jogo disputado com a equipa das Fontinhas no passado sábado, dia 23 de Dezembro, os alvi-negros da Vila Nova perderam por 1-2.

Fonte: Diário Insular (25/Dezembro/2006)

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Boas Festas

Apesar do atraso aqui fica o desejo de Boas Festas para todos os nossos visitantes e para os biscoitenses de uma forma geral.


Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Ainda as Festas do Imac. Coração de Maria

Depois do destaque e das referências ao programa (, , , , e dia), na altura própria, hoje voltamos ao assunto das Festas do Imaculado Coração de Maria 2006 para apresentar algumas notas sobre a sua preparação e desenvolvimento.

Esta edição contou com uma Comissão de Festas formada por Belma Ribeiro, Diana Pimentel, Fátima Lima e Luísa Campos (a quem agradecemos diversas informações prestadas).

Para além dos Patrocinadores da Nova Iluminação (referidos por nós a 18 de Setembro), a comissão organizadora contou com o patrocínio e colaboração de muitas outras pessoas e entidades. Assim, apresentamos abaixo os nomes que constam do Programa Oficial das Festas (onde também está incluído o Biscoitos Blog, o que também agradecemos).





De seguida publicamos algumas fotografias, gentilmente cedidas por Luzia Cordeiro Rodrigues.






Read more...

domingo, 17 de dezembro de 2006

Chalana no Vilanovense

O biscoitense Manuel da Costa, conhecido no mundo do futebol como ""Chalana", é o novo treinador do Sport Clube Vilanovense, da freguesia da Vila Nova.


APRESENTAÇÃO
Como se pode ler em nota publicada no site oficial deste clube, "o presidente do Vilanovense, Adelino Pinheiro, disse que Chalana foi a sua primeira escolha para substituir Álvaro Mendonça."
"O técnico foi apresentado na passada segunda feira (dia 11)" sucedendo a Faria, "que assumiu o comando do clube com o estatuto de provisório após a saída de Álvaro Mendonça."
A mesma nota informa que "Chalana já orientou, entre outros, como treinador principal o Lajense e o Praiense. Além disso, esteve mais de 20 anos ao serviço do Praiense, primeiro como jogador, treinador nas camadas jovens e depois na equipa principal."

O CLUBE
Criado a 15 de Agosto de 1952, o Sport Clube Vilanovense é detentor de vários títulos destacando-se de entre eles os de Bi-Campeão Distrital (1988/89 e 1989/90), Vencedor da Taça dos Campeões Açorianos (1989/90), Vencedor de várias Taças Ilha Terceira, bem como de outras Taças da Associação de Futebol, de Campeonatos de Ilha e da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo.
Este clube também já participou em diversas épocas na III Divisão Nacional.
No presente momento a equipa de Séniores do Vilanovense disputa o Campeonato da Ilha Terceira. Após as primeiras oito jornadas (de um total de vinte e uma) estava em segundo lugar, a par do Lagense, ambos com 13 pontos, e a cinco do Boavista, actual líder.

ESTREIA
Chalana estreou-se este domingo como treinador do Sport Clube Vilanovense exactamente no Campo de Futebol da Vila Nova, recebendo a equipa do Sport Clube "Os Leões", do Porto Judeu.
Logo neste primeiro embate o resultado foi favorável, com o Vilanovense a vencer por 2-0. Fruto desta vitória e dos resultados dos directos adversários, a equipa treinada por Chalana mantém-se no 2º lugar a par do Lagense mas agora apenas a 2 pontos do líder Boavista.

Na sequência do acompanhamento que fizemos na época passada das prestações da equipa orientada por Chalana, no caso o Sport Clube Praiense, desta feita vamos acompanhar o seu percurso na equipa da Vila Nova.

Fonte: Site oficial do Sport Clube Vilanovense

Faz hoje um ano que publicamos:
Jornada de Futsal nos Biscoitos

Read more...

sábado, 16 de dezembro de 2006

"Bocas de Mulheres" na SFPB

Bocas de Mulheres” é a encenação que é apresentada hoje, sábado, na Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense.
O espectáculo terá lugar às 21h30, com entrada gratuita.

PROTAGONISTAS
A peça de teatro que hoje é levada à cena consiste no mais recente trabalho do poeta Álamo de Oliveira, natural do Raminho e com uma vasta e diversificada produção artística.
Em palco este texto ganha vida com as actrizes Carmo Amaral, Filomena Ferreira e Judite Parreira.

TEMA
De acordo com uma nota da direcção da Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense divulgada por órgãos de comunicação social locais, o enredo desta peça constitui uma divertida visão do papel da mulher “no século XX, na sociedade portuguesa, tanto no espaço rural como urbano, nos Açores e nos diversos destinos de emigração portuguesa”. “A abordagem bem humorada de vários assuntos que se revestem da atmosfera de tabus, referentes ao papel e lugar da mulher durante o último século, na nossa sociedade, será um modo de Álamo de Oliveira trazer até ao público mais uma das suas obras”, refere a mesma nota.

OBRA INTERNACIONAL
Como curiosidade registamos que esta peça foi estreada a 16 de Dezembro do ano passado, na sede do Alpendre, e nasceu a propósito da segunda edição de um congresso sobre “A Vez e a Voz da Mulher em Portugal e na Diáspora”, realizado na Califórnia, em Abril de 2005.
Este espectáculo também já foi apresentado nos Estados Unidos da América (Turlock, 8/Abril/2006).

INICIATIVA
Segundo a nota já mencionada, esta é uma das várias actividades que esta sociedade leva a efeito com o objectivo de dinamizar um espaço que tradicionalmente se abria apenas durante o período do Entrudo, recebendo as danças e bailinhos de Carnaval. Segundo o presidente da direcção, Pedro Juliano Cota, “a par de outras actividades que tiveram lugar durante o presente ano, esta é mais uma iniciativa que se insere nos propósitos desta direcção de tornar o papel da Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense mais aberta à comunidade em que se insere, procurando oferecer um leque de actividades tão variado como de qualidade”.

Fontes: Diário Insular (14/Dezembro/2005 e 15/Dezembro/2006) e A União (15/Dezembro/2006)

Nota: A nossa agenda foi actualizada com vários eventos para hoje e para amanhã.

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

Andebolistas biscoitenses na Selecção Açores

Quatro jogadores do Grupo Desportivo dos Biscoitos foram convocados para o último estágio de 2006 da Selecção Açores de Andebol que participará nos Jogos das Ilhas em 2008.
Assim, a partir de hoje e até ao dia 19 de Dezembro estão integrados nesta Selecção Açores o Pedro Cardoso, o João Lemos, o Isaac Leal e o José Baptista.
Este estágio realiza-se em Santa Maria.


Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Espuma na costa

Na passada quinta-feira observamos e registamos, por fotografia, um fenómeno que é comum no litoral dos Biscoitos mas que não será muito habitual noutros locais dos Açores.
Referimo-nos à formação de espuma no mar, junto à costa, com concentração principalmente em reentrâncias por entre as rochas basálticas, no nosso caso.



A 11 de Março noticiou que espuma desta natureza "estava a dar à costa na Praia da Conceição", na Ilha do Faial, adiantando que se tratava de "uma espuma de fraca consistência, sem iridiscência ou cheiro especial e com aspecto sujo. Aparentemente, tratam-se de bolhas preenchidas por ar e cujas paredes líquidas são fortalecidas por diatomáceas ou outras microalgas e compostos orgânicos." Na altura o DOP explicou que "embora muito provavelmente de origem natural, este é um fenómeno raro nos Açores" sendo "comum nas áreas com plataforma continental, na sequência de períodos de elevada agitação marítima".

No dia 13 do mesmo mês a mesma fonte anunciou que recebeu informação e imagens demonstrativas de que "o mesmo acontece com alguma regularidade na zona balnear dos Biscoitos" (publicando uma foto do biólogo marinho biscoitense Luís Barcelos, exemplificativa do efeito que esta espuma tem nos Biscoitos) acrescentando ainda que "também na Ilha do Corvo o fenómeno foi observado, mas apenas este ano".

Na mesma ocasião foi lançado o seguinte pedido:
"Caso tenha conhecimento da presença deste tipo de espuma na sua área, com registo da data, por favor, envie para intradop@intradop.info."
Aproveitamos para informar que reportaremos de imediato ao DOP à ocorrência do passado dia 7.

Faz hoje um ano que publicamos:
Praiense vence em casa

Read more...

domingo, 10 de dezembro de 2006

Encontro de Escolinhas de Kickboxing

Continuam a acontecer os Encontros de Natal das Escolinhas do Desporto da Terceira.

Assim, na manhã do passado sábado decorreu o Encontro de Natal das Escolinhas de Kickboxing da Terceira, organizado pela Associação de Kickboxing/Full-Contact dos Açores, sediada na freguesia dos Biscoitos.

Este convívio aconteceu entre as 10 horas da manhã e o meio-dia, no Pavilhão da EB1/JI Infante D. Henrique, em Angra do Heroísmo.

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

sábado, 9 de dezembro de 2006

Músicos biscoitenses em eventos de relevo

Esta semana aconteceu a participação de músicos biscoitenses em dois eventos nacionais (um até de projecção internacional), realizados nos Açores.

Na quarta-feira, dia 6, actuaram Manuel Almeida, Paulo Almeida e Rui Melo integrados na Orquestra AngraJazz durante um jantar patrocinado pela TAP no âmbito do Congresso da Associação Portuguesa de Agências de Viagem e Turismo, no Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada.

Hoje, sábado, foi a vez do grupo "Ad Libitum", de que faz parte Paulo Almeida, actuar num almoço no Restaurante Caravelas, na BA4, oferecido pela Câmara Municipal da Praia da Vitória aos participantes da Conferência Transatlântica sobre Energias Renováveis. Este evento internacional foi promovido pela Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo.

Nota: Informamos que actualizamos a nossa agenda (ver barra lateral).

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

Número de mancebos cresceu

Tal como em 2005, também este ano foram seleccionados e convocados cidadãos biscoitenses para as jornadas relativas ao Dia da Defesa Nacional.

Depois de um conjunto de seis mancebos biscoitenses o ano passado, a freguesia dos Biscoitos teve um grupo de 13 jovens com recenseamento militar em 2006.
Três destes cidadãos foram convocados para comparecer às 9 horas e 15 minutos do passado dia 9 de Outubro no Comando da
Base Aérea Nº4, nas Lages, e os outros dez chamados para o dia seguinte, para o mesmo local e mesmo horário.
De acordo com informações disponíveis no site do Ministério da Defesa Nacional, este dia visa sensibilizar os jovens para a temática da Defesa Nacional e divulgar o papel das Forças Armadas. O programa oficial deste dia pode ser consultado em http://www.mdn.gov.pt/Recrutamento/dia_defesa_nacional/programa_actividades.htm.

Faz hoje um ano que publicamos:
Dia da Defesa Nacional

Read more...

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Obras na Rede Viária

Desde o Verão que a Delegação da Ilha Terceira da Direcção Regional das Obras Públicas e Transportes Terrestres, que faz parte da Secretaria Regional da Habitação e Equipamentos, está a intervir em algumas vias públicas dos Biscoitos.

Pelo que observamos estas intervenções tem visado a correcção e asfaltamento de diversas sobras de estrada.


Primeiro notaram-se trabalhos na Canada do Caldeiro. Mais recentemente estão a ser efectuadas algumas correcções no Caminho do Concelho.

Faz hoje um ano que publicamos:
Dia Mundial do Voluntário

Read more...

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

Encontro de Escolinhas de Andebol

No passado fim-de-semana decorreu o Encontro de Natal das Escolinhas do Desporto da Terceira, numa organização do Serviço de Desporto desta ilha, em colaboração com as diversas associações de modalidade e clubes desportivos escolares, em diferentes locais e espaços desportivos da ilha Terceira.
De acordo com o programa divulgado, o Encontro da Escolinha do Desporto da modalidade de andebol, envolvendo cerca de 50 elementos, aconteceu na manhã de sábado, no Pavilhão dos Biscoitos.

Núcleo de Iniciação
Nesta temporada 2006/2007 funciona nos Biscoitos um núcleo de iniciação desportiva na modalidade de mini-andebol, que conta com três equipas.
Este núcleo é da responsabilidade da Associação de Andebol da Ilha Terceira.


Fonte: Diário Insular (26/Outubro e 2/Dezembro/2006)


Faz hoje um ano que publicamos:
Empate na Graciosa

Read more...

sábado, 2 de dezembro de 2006

Programa "Fora de Moda"

Foi transmitido esta noite pela RTP-Açores o Programa "Fora de Moda", de periodicidade semanal e normalmente dedicado à cultura jovem.

O programa de hoje, o número 5 desta série, contou com a colaboração da Escola Básica e Integrada dos Biscoitos.


Visto que este número foi dedicado aos telespectadores mais pequeninos, no seu espaço sobre "Nutrição" a Dr.ª Andreia Aguiar abordou o tema "Alimentação correcta para jovens e adolescentes", tendo sido escolhido como cenário de gravação o Bar desta escola biscoitense.

A RTP-Açores repete a transmissão deste programa pelas 18:30 de domingo.

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

GD Biscoitos segue no Campeonato Nacional


Tal como noticiamos a 1 de Novembro, o Grupo Desportivo dos Biscoitos está a participar, nesta época desportiva, no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Andebol - Zona Açores, no escalão de Séniores Masculinos.

A competição
Esta é uma competição organizada pela Federação de Andebol de Portugal, sendo que a Zona Açores desta 1ª Divisão se desenrola com a participação de 4 equipas: Clube Desportivo da Escola Preparatória dos Arrifes, Clube Desportivo Os Marienses, Grupo Desportivo dos Biscoitos e Sporting Club da Horta "B".
O primeiro classificado disputará a Fase Final do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Andebol 2006/2007.

As equipas que integram esta Zona Açores jogam entre si, a quatro voltas e em sistema de jornadas duplas, entre 28 de Outubro de 2006 e 11 de Fevereiro de 2007.
Já estão disponíveis na nossa agenda todos os jogos da equipa biscoitense (com informação sobre adversário, hora e local de cada um dos jogos).

Para além dos jogos cujos resultados já apresentamos a 1 de Novembro referentes à primeira jornada dupla (recordamos que a equipa biscoitense foi a São Miguel onde perdeu com o Clube dos Arrifes por 24-18 e 25-19) o Grupo Desportivo dos Biscoitos já efectuou mais quatro encontros.
A 11 e 12 de Novembro recebeu o Clube Desportivo Os Marienses no Complexo Desportivo Vitorino Nemésio, na Praia da Vitória, tendo perdido respectivamente por 19-36 e 17-30. Sobre estes jogos o blog Desporto na Terceira publicou um texto em que apresenta alguns dados interessantes.
No passado fim-de-semana os séniores masculinos do Grupo Desportivo dos Biscoitos deslocaram-se à Ilha do Faial onde jogaram com o Sporting Club da Horta "B". No sábado, dia 25, perderam por 32-16. Ao início da tarde do dia 26, domingo averbaram nova derrota, desta vez por 25-19.

Por via das derrotas sofridas na globalidade dos seis jogos já disputados, o Grupo Desportivo dos Biscoitos ocupa actualmente o quarto e último posto da tabela classificativa da Zona Açores do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Andebol. Até este momento a equipa biscoitense já marcou 108 golos e sofreu 172, somando seis pontos, menos 12 do que o líder Clube Desportivo Os Marienses.

Neste mês de Dezembro a equipa biscoitense realiza apenas dois jogos, ambos no Complexo Desportivo Vitorino Nemésia, com a equipa do Clube Desportivo da Escola Preparatória dos Arrifes. Os encontros serão pelas 21 horas do dia 16 de Dezembro e pelas 11 horas do dia seguinte.

Faz hoje um ano que publicamos:
Posto de Atendimento ao Cidadão

Read more...
Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP