quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Breve interrupção

Informamos que, por motivos profissionais relacionados com a participação num encontro de preparação de um projecto escolar a nível europeu, apenas se prevêem novas publicações neste blog a partir do início da próxima semana.
Até lá!
Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

sábado, 13 de janeiro de 2007

O caso do Fernando - IV

É esta noite que se realiza na Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense um espectáculo de beneficiência a favor do jovem Fernando Soares, "que sofre da Doença de Lafora e que necessita de apoio médico no estrangeiro", segundo se pode ler no cartaz de publicitação deste evento (já aqui publicado, na passada quinta-feira).

A iniciativa desta instituição biscoitense é justificada pela direcção da própria como decorrendo "de uma vontade generalizada da nossa comunidade e desta Sociedade, uma vez que o Fernando já foi músico desta Filarmónica, tendo a direcção reunido as motivações em torno da iniciativa que dará um corpo à vontade que muitas pessoas demonstraram publicamente" (Diário Insular, 11/Janeiro/2007).

O ESPECTÁCULO
Com início marcado para as 20h30m, o espectáculo começa com Cantoria ao desafio com os cantadores José Eliseu e Carlos Andrade (conhecido por "Santa Maria") e os músicos Rui Melo e Manuel Amaral.
A actuação do grupo de comédia "Fala Quem Sabe", agora com uma formação parcialmente renovada, será decerto um momento alto do serão.
A encerrar subirá ao palco o grupo musical "FunkOrOff".

MUITAS COLABORAÇÕES E APOIOS
Este evento, organizado pela Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense, conta com a colaboração de José Eliseu, Carlos Andrade, Rui Melo, Álvaro Mendonça, Cecília Ribeiro, "Fala Quem Sabe" e "FunkOrOff". Apoiam oficialmente esta iniciativa a Antena 1 - Açores, a Câmara Municipal da Praia da Vitória, a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a Comissão de Festas do Imaculado Coração de Maria - Biscoitos 2007, a Delegação de Angra do Heroísmo do INATEL, a 1ª Irmandade de Santo António do Canadá, a Junta de Freguesia dos Biscoitos, o Rádio Clube de Angra, a Rádio Horizonte e a RTP-Açores.

DESLOCAÇÃO AO ESTRANGEIRO JÁ AGENDADA
De acordo com a RTP-Açores (Telejornal de 11/Janeiro/2007), Fernando Soares e os seus pais já tem marcada para a próxima semana uma viagem ao Canadá, para contacto com um especialista na doença de Lafora.
A deslocação é possível visto que as respectivas passagens aéreas foram oferecidas por três agências de viagens e a família tem vindo a receber vários outros apoios, frutos da onda de solidariedade na qual se enquadra o espectáculo deste sábado.

Pela nossa parte desejamos os melhores resultados possíveis para toda a campanha que está em andamento, com vista a que os mesmos se traduzam em melhorias no estado do Fernando Soares.

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Incêndio em habitação no Outeiro

Na passada segunda-feira, dia 8 de Janeiro, a madrugada foi de agitação na zona do Outeiro, na freguesia dos Biscoitos, por via da ocorrência de um incêndio que destruiu, por completo, uma casa de habitação.

De acordo com o Diário Insular (DI) (9/Janeiro/2007) não se sabe "a hora a que o sinistro terá começado, já que, na altura em que foi detectado, as chamas irrompiam pelo tecto da casa, onde o seu único morador, por obra do acaso, não se encontrava."
Apenas a pronta intervenção de elementos da Secção dos Altares da Associação de Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, impediu que a desgraça fosse maior, uma vez que conseguiram impedir a propagação do fogo às casas próximas.

SUSTO
Para além das ameaças habituais neste tipo de caso, a explosão de uma botija de gás no interior da habitação, pouco depois de a primeira testemunha se ter apercebido do incêndio, alertou toda a vizinhança, provocando um valente susto.

CAUSAS DO INCÊNDIO EM INVESTIGAÇÃO
Álvaro Nunes, que mora numa casa próxima daquela em que aconteceu o incêndio, disse ao DI "que, “não oferecendo a alma ao Diabo”, estava quase certo de que “se tratava de fogo posto”", adiantando "que, por volta das três horas da madrugada, foi acordado pelo cão “que só ladra perante a presença ou passagem de desconhecidos”, mas que voltou a adormecer." Refere o mesmo jornal que Álvaro Nunes "baseia as suas suspeitas também no facto de o dono da casa já não ir lá dormir há dois dias e de a casa não ter, actualmente, energia eléctrica."
Dados os contornos da situação, para além de elementos da Esquadra da Polícia de Segurança Pública dos Biscoitos, deslocaram-se ao local agentes da Polícia Judiciária, que estarão a investigar o caso.

PROPRIETÁRIO REALOJADO
Segundo uma reportagem emitida pela RTP-Açores (Telejornal de 8/Janeiro/2007), o proprietário e único morador da habitação em causa terá sido realojado pelos Serviços de Acção Social.

Fontes: Rádio Clube de Angra (8/Janeiro/2007), RTP-Açores (Telejornal de 8/Janeiro/2007), Diário Insular (9/Janeiro/2007).

Faz hoje um ano que publicamos:
EBI com reforço para Acção Social Escolar

Read more...

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

O caso do Fernando - III


Nota: Clicar na imagem para ver em tamanho maior.


Faz hoje um ano que publicamos:
Estudo sobre área de vinha

Read more...

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

O caso do Fernando - II

A situação do jovem Fernando Soares (aqui apresentada a 3 de Janeiro), levou Domingos Cunha, Secretário Regional dos Assuntos Sociais, a escrever e fazer publicar no Diário Insular (6/Janeiro/2007) um esclarecimento em relação à Carta Aberta, escrita pelos pais do Fernando e publicada no mesmo jornal (3/Janeiro/2007).

SECRETÁRIO DOS ASSUNTOS SOCIAIS DEFENDE HOSPITAL
Num conjunto de 14 pontos, Domingos Cunha faz a defesa da administração do Hospital de Angra do Heroísmo, no que a este caso diz respeito.
Depois de explicar e declarar "adequadas" "as normas aplicáveis aos doentes do Serviço Regional de Saúde" no que diz respeito a transferência "para Instituições de Saúde progressivamente mais diferenciadas e com capacidade para estabelecer as condutas diagnósticas e/ou terapêuticas necessárias", o Secretário Regional dos Assuntos Sociais informa que "até à presente data não foi solicitada qualquer autorização para deslocação ao estrangeiro do jovem Fernando Soares." Esclarecemos nós que, de acordo com o teor do texto publicado, esta não solicitação significa que o Hospital de Angra do Heroísmo não pediu autorização à Secretaria Regional dos Assuntos Sociais para uma deslocação desse tipo.
Este esclarecimento continua, indicando "que o jovem é portador de uma doença muito rara, progressiva, com evolução clínica não favorável e prognóstico muito reservado, com início aos 12 anos de idade", diagnóstico este confirmado "em Junho de 2006" através de "consulta e exames complementares de diagnóstico" no Hospital Universitário de Coimbra.
Confirma-se que "O médico responsável pela consulta no mesmo Hospital sugeriu um estudo genético com o objectivo de aconselhamento aos familiares (...)", mas diz-se que "para a realização do referido estudo genético apenas é necessária uma amostra de sangue do doente, e não uma consulta presencial" e que "o Conselho de Administração do Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo, sensível à situação clínica do doente, contactou com o Serviço de Neurologia da Fundação Jimenez Dias, em Madrid, que, mediante a informação clínica, resultado dos exames efectuados em Coimbra e contacto do médico assistente, Dr. Rui Graça, confirmou a não necessidade de deslocação do doente, dado em nada vir a beneficiar quer o tratamento já instituído quer a evolução da doença, mas a disponibilizar-se para efectuar o estudo genético."
É esclarecido ainda que "o Conselho de Administração do Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo apreciou e fundamentou a não autorização da deslocação, com base no atrás exposto, mas, fundamentalmente, pelo parecer escrito dado em Junta Médica, no dia 30 de Outubro de 2006, pelo Dr. Rui Graça, médico assistente do doente, e que se transcreve na íntegra: “A doença de Lafora já foi diagnosticada neste doente pelos H.U.C., pelo que apenas falta o estudo genético que não altera em nada a orientação clínica. Assim, pediu-se ao nosso Laboratório de Imuno-Genética colaboração pelo que ficou encarregue de enviar o sangue do paciente a Centro de Biologia Molecular Internacional, uma vez que em Portugal não se realiza. De momento a ida a Madrid não se justifica, ficando o assunto em suspenso. (Dr. Rui Graça)."
É por tal que Domingos Cunha conclui "que o Conselho de Administração do Hospital de Santo Espírito de Angra do Heroísmo cumpriu com rigor científico, emitindo parecer desfavorável para a deslocação do doente mediante o parecer do médico assistente do doente".

ESPECTÁCULO DE AJUDA JÁ AGENDADO
Entretanto está a ser preparada e divulgada a realização de um espectáculo de beneficiência a favor do Fernando Soares, a ter lugar no próximo sábado, dia 13 de Janeiro, na Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense (logo que nos seja possível informaremos sobre mais pormenores em relação a este evento, quer na página principal deste Biscoitos Blog, quer na nossa agenda).

Faz hoje um ano que publicamos:
Concerto de Ano Novo

Read more...

domingo, 7 de janeiro de 2007

Concerto de Ano Novo na SFPB

A Filarmónica Progresso Biscoitense levou a efeito hoje, domingo, mais um Concerto de Ano Novo, sob a regência do maestro Paulo Dias de Almeida. Este espectáculo teve lugar por volta das 15:00 na sede da mesma.
A tarde foi ainda preenchida com a apresentação de contas da gerência do ano anterior desta Sociedade Filarmónica Progresso Biscoitense e com a tomada de posse da nova direcção (cuja maioria dos membros transita do mandato do ano passado, incluindo o Presidente Pedro Juliano Cota).


Faz hoje um ano que publicamos:
Eleições Presidenciais

Read more...

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

O caso do Fernando

"O caso do Fernando" é o título de uma Carta Aberta escrita pelos pais do jovem biscoitense Fernando Soares, Matilde e Manuel Fernando, publicada hoje no Diário Insular.
Este é um caso que tem surgido na comunicação social desde o início de Dezembro, tendo sido inclusivamente alvo de reportagem pela jornalista Marta Silva, apresentada no Telejornal da RTP-Açores (6/12/2006), onde foram ouvidos os pais do Fernando e o Dr. Rui Graça, que o acompanha.

Na referida Carta Aberta os pais do Fernando, de 17 anos, explicam que, segundo foram informados, este "sofre da Doença de Lafora (Epilepsia Mioclónica Progressiva de Lafora)". Adiantam que, "a confirmar-se este diagnóstico, estamos conscientes de se tratar de uma doença incurável, contudo queremos, a todo o custo, dar seguimento às recomendações do médico que tem acompanhado o caso e do relatório de uma consulta médica em Coimbra, que apontam inequivocamente para o encaminhamento urgente para um dos maiores especialistas desta doença rara."

CONTRATEMPOS
Vários tem sido os problemas que agravam a situação deste jovem. Acamado à meses, devido às consequências degenerativas da doença de que sofre, à data da reportagem televisiva que indicamos, ainda não tinha chegado uma cadeira de rodas prometida pelo Instituto de Acção Social.
Informa a carta agora publicada que uma série de impedimentos colocados pela administração do Hospital de Angra do Heroísmo levou ao cancelamento de uma viagem a Espanha, onde estava marcada uma consulta com um especialista para 19 de Outubro de 2006.
Defendeu a referida administração que "nesta fase, bastaria enviar uma amostra de sangue…".
O que é certo é que, segundo está esclarecido mais à frente pelos próprios pais, "Quem esteve como nós, ao lado do Fernando, vinte e quatro horas sobre vinte quatro horas, desde logo estranhou a falta de informação sobre a dita amostra de sangue, uma vez que nunca assistimos a nenhuma recolha."
Após um pedido de explicações os pais viram confirmadas as suas "piores suspeitas" uma vez que "a resposta da Dra. Leonor Bettencourt, da administração do Hospital, foi que ainda estava a organizar o processo (três meses depois de ter cancelado a viagem) e que ainda não tinha nenhuma resposta de Madrid quanto ao caso. Contudo, curiosamente, nesse mesmo dia parece ter-se resolvido tudo, uma vez que deu ordem para que deslocasse uma equipa para, agora sim, proceder à recolha de sangue."
Perante a gravidade dos factos surge o desabafo: "É preciso ter-se a noção que esta negligência grosseira e falta de respeito pelas pessoas que pagam os ordenados principescos dos médicos se passa enquanto um jovem 17 anos se encontra a definhar, de dia para dia, numa cama, sabendo-se que, em casos semelhantes, a qualidade de vida dos pacientes foi melhorada consideravelmente com intervenções atempadas."
É afirmado que "foi também feita uma exposição ao Exmo. Sr. Secretário Regional da Saúde, que nos respondeu por escrito a dizer que o que poderia ser feito já foi feito, inclusivamente o envio da amostra de sangue (?), sendo este um caso encerrado, não se justificando uma deslocação ao estrangeiro. Mensagem que também deixou clara no programa “Bom-Dia”, da RTP-A, aquando de uma reportagem que tornou este caso público."
"O último episódio desta história dá-se quando o caso chega à comunicação social e a Directora Clínica do Hospital de Angra do Heroísmo se apressou em nos convocar para um “frente a frente” com o médico assistente do Fernando, com objectivo deste corroborar as decisões da administração quanto ao caso, o que não aconteceu, tendo este reafirmado a sua intenção de fazer o que fosse possível para o caso seguir segundo o que ele próprio deliberara no início do processo. A esta situação a Directora Clínica respondeu com um lacónico: “Nem pensar!”"
Como escreveram Matilde e Manuel Fernando, também nós "Esperamos que esta denúncia não seja mais uma para se perder nos corredores labirínticos da tutela da Saúde e do Hospital de Angra do Heroísmo."

SOLIDARIEDADE COMUNITÁRIA
Noutra passagem revelam que se sentem "Impotentes perante esta situação, uma vez que não dispomos de recursos financeiros para resolver a situação pelos nossos meios, continuamos à espera de uma resposta que nos desse alguma indicação sobre o que fazer. A revolta gerada por esta espera acabou por envolver mais alguns membros da nossa comunidade (freguesia dos Biscoitos), que resolveram investigar, por iniciativa própria, a existência de mais especialistas desta doença, encontrando assim no Canadá outro médico que, contactado por estes, mostrou toda a disponibilidade em acompanhar o caso, solicitando de imediato os resultados do exame que teria seguido para Madrid."

NOVA PERSPECTIVA
Conseguindo uma dose de optimismo, estes pais dizem que "Se esta história tem algum lado bom é que, com a ajuda de algumas instituições e particulares da comunidade, estamos a organizar a nossa deslocação ao Canadá com o intuito do Fernando ser assistido pelo Dr. Berge Minassian."
Assim, agradecem "às pessoas que depositaram o seu donativo e a todos aqueles que ainda o queiram fazer através da conta na Caixa Económica da Misericórdia de Angra do Heroísmo com o NIB: 0059 0001 13333800033 69".

A Carta Aberta termina com um "A todos muito obrigado."

Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...

terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Comentários...

Os comentários que recebemos, sejam directamente relacionados com os artigos publicados, sejam outras notas, dúvidas ou reparos, são uma parte importante deste sítio que, em conjunto, vamos construindo e actualizando.
Infelizmente nem sempre conseguimos acompanhar o ritmo de produção dos mesmos, atrasando alguns pedidos de resposta, esclarecendo os aspectos focados ou desenvolvendo as conversas para que somos "desafiados".
Tal como no início do ano passado, estamos neste momento a empreender a tarefa de colocar em dia esta relevante dimensão do nosso blog.
Que nos perdoem os visitantes, principalmente aqueles que por aqui comentam, por mais este período em que nos atrasamos em "recomentar".

Faz hoje um ano que publicamos:
Notas a comentários

Read more...

segunda-feira, 1 de janeiro de 2007

Feliz 2007!

Desejamos aos nossos visitantes e comentadores e a todos os biscoitenses

um excelente ano de 2007!

E porque estamos em quadra festiva, brindamo-vos com algumas fotografias recolhidas na freguesia dos Biscoitos que comprovam a aderência de muitas famílias biscoitenses à actual corrente de exteriorização "luminosa" da festa própria da quadra natalícia, que começa cada vez mais cedo e termina por altura dos "Reis" (6 de Janeiro).

A sede da Junta de Freguesia:


A Igreja de São Pedro:




A Escola Básica Integrada:




E muitas casas particulares (apresentamos apenas algumas das muitas que vimos belissimamente decoradas):














Faz hoje um ano que publicamos:

Read more...
Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP