sexta-feira, 28 de julho de 2006

Professor Doutor Francisco José Rodrigues de Sousa


Francisco José Rodrigues de Sousa é o nome de um ilustre biscoitense que recentemente atingiu o grau académico de Doutorado.
Este feito já de si notável ganha ainda mais peso pelo facto de ser obtido ainda bastante antes dos 40 anos de idade. Porventura terá sido o primeiro biscoitense a adquirir o estatuto de Professor Doutor (pelo menos é o único que conhecemos).
De seguida apresentamos um resumo do seu já vasto currículo.

FORMAÇÃO ACADÉMICA SUPERIOR
Em termos de ensino superior começou por fazer o Bacharelato de Professor do 1º Ciclo do Ensino Básico, concluído em 1991, na
Universidade dos Açores, com a classificação de 16,1 valores. Depois fez a Licenciatura de Professor do 2º Ciclo do Ensino Básico, variante de Português e Inglês, concluída em 1992, após frequência do respectivo Curso de Formação Complementar na Universidade do Algarve (classificação final de 17 valores).
Em 23 e 24 de Outubro de 1997 prestou Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica na Universidade dos Açores na área de Ciências da Educação, especialidade de Teoria e Desenvolvimento Curricular, tendo sido classificado com Muito Bom, por unanimidade.

DOUTORAMENTO
Mais recentemente (12 de Dezembro de 2005) concluíu, também na
Universidade dos Açores, o Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade de Teoria e Desenvolvimento Curricular, aprovado com distinção e louvor. A componente curricular deste doutoramento foi realizada no ano académico 1999/2000 no Teachers College, Columbia University, em Nova Iorque.
A Dissertação apresentada à Universidade dos Açores por Francisco José Rodrigues de Sousa sob a orientação de Maria do Céu Roldão e Nancy Lesko chamou-se "Gerir o currículo na encruzilhada das diferenças: contributo para a conceptualização da diferenciação curricular".
Em síntese, conforme se pode ler na sinopse deste trabalho de doutoramento (em http://tesesdcauniversidade.blogspot.com/2005/12/gerir-o-currculo-na-encruzilhada-das.html) "partindo de uma noção de gestão curricular com sentido deliberativo, este projecto de investigação foi desenvolvido com a preocupação de compreender até que ponto as professoras envolvidas no estudo empírico que o integra se consideravam gestoras curriculares, no pressuposto de que um perfil profissional que inclua uma orientação para a gestão curricular favorece uma acção curricular diferenciadora."

OUTRA FORMAÇÃO
O
Professor Doutor Francisco Sousa tem frequentado também vários cursos breves, congressos, conferências e outros eventos afins, quer a nível regional , quer de âmbito nacional, e até a nível internacional, nomeadamente sobre as temáticas de Educação Especial e Reabilitação, Desporto Universitário, Infâncial, Formação de Professores e Sucesso Educativo, Os Erros de Ensino: Contributo da Linguística para a Didáctica das Línguas Estrangeiras, Ciências da Educação, Indisciplina e Agressividade no Espaço Escolar, Questões Curriculares, Análise Multivariada - Análise Factorial e Análise de Classificação, Supervision and Curriculum Development e Regulação da Educação e Economia: Organização, financiamento e gestão.

FUNÇÕES PROFISSIONAIS
Em termos profissionais, ao nível do ensino não superior, exerceu as funções de Professor não-profissionalizado e Professor profissionalizado do 2º Ciclo do Ensino Básico, 3º Grupo, na Escola Preparatória dos Biscoitos e leccionou a disciplina de Inglês ao 1º ano do Curso de Animador Sociocultural/Assistente Familiar na
Escola Profissional da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo.
Têm desenvolvido a sua carreira essencialmente no Ensino Superior, sendo sucessivamente Assistente estagiário, Assistente e Professor Auxiliar (função actual) do Departamento de Ciências da Educação da Universidade dos Açores.

LECCIONAÇÃO
Nesta Universidade leccionou em diversos anos as disciplinas de Teoria e Organização Curricular e Gestão e Organização Escolar aos Cursos de Educadores de Infância e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico (ambos ao nível de bacharelato). Leccionou também as disciplinas de Perspectivas Contemporâneas de Educação de Infância, Desenvolvimento Curricular e Introdução à Educação e a disciplina opcional de Métodos e Técnicas de Observação e Caracterização de Situações Pedagógicas ao Curso de Educação de Infância ao Curso de Educação de Infância (licenciatura) e participou na leccionação da disciplina opcional de Contextos Diferenciados de Intervenção ao Curso de Educadores de Infância (bacharelato).
Leccionou um módulo sobre funções, referências, técnicas e instrumentos de avaliação – integrado na disciplina de Processos e Técnicas de Avaliação (Desenvolvimento Curricular II) – a todos os cursos de licenciatura "via ensino" então ministrados pela
Universidade dos Açores (Português/Inglês, Português/Francês, História e Filosofia, História e Ciências Sociais, Matemática, Biologia e Geologia).
Leccionou a disciplina de Organização e Gestão de Espaços Educativos ao Curso de Complemento de Formação Científica e Pedagógica para Educadores de Infância e a disciplina de Diversidade Cultural e Educação aos Cursos de Complementos de Formação Científica e Pedagógica para Educadores de Infância e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Regeu e leccionou o módulo de Desenvolvimento Curricular ao 1º ano da Profissionalização em Serviço e leccionou uma unidade sobre métodos e técnicas de observação, no âmbito da disciplina de Metodologia de Investigação, do curso de
Mestrado em Educação Ambiental.
Na Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo leccionou a disciplina de Introdução à Pedagogia ao Curso de Bacharelato em Enfermagem.

COORDENAÇÃO E ORIENTAÇÃO
Participou na coordenação das disciplinas de Prática Pedagógica I, II, III, IV, V e VI do Curso de Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico (bacharelato) e da disciplina de Prática Pedagógica V e VI do Curso de Educadores de Infância (bacharelato).
Regeu e coordenou a disciplina de Intervenção Educativa e orientou vários projectos de investigação desenvolvidos por alunos do Curso de Educação de Infância (licenciatura) e do Curso de Complemento de Formação Científica e Pedagógica para Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.

FORMAÇÃO CONTÍNUA
Desde 2001 possui o Registo de Formador atribuído pelo
Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua nas áreas e domínios da Avaliação, Teoria Curricular e Concepção e Organização de Projectos Educativos.
Na qualidade de membro da equipa de formadores, participou na concepção e implementação do
projecto ANIMA – projecto de formação contínua de Animadores Pedagógicos (Educadores de Infância e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico) implementado na Região Autónoma dos Açores entre Março de 1998 e Dezembro de 2000.
Fez a coordenação da formação contínua de Educadores de Infância cooperantes da
Universidade dos Açores e foi membro de uma equipa de formadores, liderada pela Professora Doutora Isabel Lopes da Silva, no âmbito de um Curso de Formação destinado aos Educadores de Infância cooperantes da mesma Universidade, intitulado "Orientações Curriculares e Supervisão Pedagógica na Educação Pré-escolar".

FUNÇÕES DE GESTÃO E PARTICIPAÇÃO EM ÓRGÃOS OFICIAIS
Na Universidade dos Açores foi membro de Comissões Pedagógicas dos Cursos de Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico e do Curso de Educação de Infância; dirigiu o Curso de Educadores de Infância (inicialmente ao nível de bacharelato, tendo entretanto passado a licenciatura, com a designação de Curso de Educação de Infância) e, consequentemente, foi Presidente da Comissão Pedagógica do mesmo Curso e membro do Conselho Pedagógico; pertenceu ao Conselho do Departamento de Ciências da Educação.

FUNÇÕES EM COMISSÕES, GRUPOS DE TRABALHO E OUTRAS
Entre Janeiro e Março de 1998 fez parte de um grupo de trabalho, criado na Universidade dos Açores, encarregue de elaborar propostas de planos de estudos das licenciaturas em Educação de Infância e Ensino Básico (1º Ciclo); entre Junho de 1998 e Setembro de 1999 integrou uma Comissão encarregue de elaborar um auto-estudo sobre o bacharelato de Educadores de Infância, para apreciação no âmbito da avaliação externa desse mesmo curso; em 2001 foi membro de uma sub-comissão encarregue de preparar a licenciatura em Educação de Infância ministrada pela Universidade dos Açores para acreditação por parte do (entretanto extinto) Instituto Nacional para a Acreditação da Formação de Professores (INAFOP); desde 15 de Dezembro de 2005 faz parte de um grupo de trabalho encarregue de rever as orientações e princípios de organização curricular do curso de licenciatura em educação de infância na Universidade dos Açores à luz do chamado “processo de Bolonha”; e desde Janeiro de 2006 integra uma Comissão de Acompanhamento encarregue de gerir o primeiro Curso de Formação Pedagógica Inicial para Formadores da responsabilidade da Universidade dos Açores.
É membro da Comissão Redactorial da Revista Arquipélago – Ciências da Educação desde Fevereiro de 2004.

FUNÇÕES AO NÍVEL DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL (extra formação de professores)
É portador do certificado de aptidão de formador, emitido pela Direcção Regional da Juventude, Emprego e Formação Profissional do Governo da Região Autónoma dos Açores; leccionou um Curso de Formação Pedagógica Inicial para Formadores no Departamento de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo em Novembro e Dezembro de 2005; e participação na leccionação de um Curso de Formação Pedagógica Inicial para Formadores no campus de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores entre Abril e Junho de 2006.

CURRÍCULO CIENTÍFICO
INVESTIGAÇÃO ASSOCIADA À PRESTAÇÃO DE PROVAS ACADÉMICAS
. Sousa, F. (1997). Produção de critérios e decisões sobre os efeitos da avaliação dos alunos por professores do 1º ciclo do ensino básico. Dissertação não publicada, apresentada em Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica, Angra do Heroísmo,
Universidade dos Açores.
. Sousa, F. (2005). Gerir o currículo na encruzilhada das diferenças: Contributo para a conceptualização da diferenciação curricular. Dissertação de Doutoramento não publicada,
Universidade dos Açores, Angra do Heroísmo.

PARTICIPAÇÃO EM CENTROS DE INVESTIGAÇÃO
Desde este ano é Investigador Associado do
Centro de Estudos da Criança, Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho.

ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE INVESTIGAÇÃO
Está neste momento a orientar várias Dissertações de
Mestrado em Educação Ambiental.

TRABALHOS PUBLICADOS
Artigos em revistas de referência
. Sousa, F. (1998). Decisão sobre os efeitos da avaliação: Uma situação dilemática a abordar na formação de professores do 1º ciclo do ensino básico. INOVAÇÃO – Revista do Instituto de Inovação Educacional, 11 (1), 99-108.
. Sousa, F. (2000). Reconstructing children’s experience when teaching and assessing them: Lessons from Dewey.
Journal of Early Childhood Teacher Education, 21 (3), 313-320.
. Sousa, F. (2003). Pequenas e grandes escolas, agrupamentos e respectivos projectos educativos: Alguns problemas na teorização sobre diferentes realidades organizativas. Arquipélago – Ciências da Educação (4), 11-38.
. Sousa, F. (2004). Tazos e Barbies: Quando o currículo paralelo se cruza com o formal na educação de infância. Infância e Educação – Investigação e Práticas (6), 73-88.
. Sousa, F. (2004). “Pedagogia por competências” e “pedagogia por objectivos”: Que relação?
Revista de Estudos Curriculares, 2 (1), 121-140.
. Sousa, F. (2005). Educação, ruralidade, periferia e identidade: Notas para uma abordagem performativa. Arquipélago – Ciências da Educação (6), 81-1061.

Secções de livros
. Sousa, F. (2000). Formar educadores para a diferenciação curricular e para a equidade: Uma preocupação da Universidade dos Açores. In
M. C. Roldão e R. Marques, Inovação, currículo e formação (pp. 89-100). Porto: Porto Editora.

Recensões críticas
. Sousa, F. (2000). Recensão crítica da obra de Harriet Cuffaro (1995), Experimenting with the world: John Dewey and the early childhood classroom. New York: Teachers College Press. Arquipélago – Ciências da Educação, (4), 215-218.

Outros
. Sousa, F. (1999). Do debate sobre o modelo aos efeitos da avaliação dos alunos: A não-linearidade da relação produção científica – regulamentação – práticas docentes. INFORMAR – Revista de Acção Educativa, nº 29 (Maio/Agosto), 70-76.
. Sousa, F. (2000). Formar educadores de infância atentos à realidade social: O contributo da Universidade dos Açores. INFORMAR – Revista de Acção Educativa, nº 31 (Janeiro/Abril), 55-58.

REVISÃO ABERTA DE PROPOSTAS DE PUBLICAÇÃO
. Sousa, F. (2004). Revisão do texto de Lixin Luo (2004), Letter to my sister about Doll’s 4 R’s.
Transnational Curriculum Inquiry, 1 (1)

COMUNICAÇÕES EM CONGRESSOS E EVENTOS AFINS
. Sousa, F. (1998). Formação para o profissionalismo docente a partir da investigação sobre práticas profissionais. Comunicação apresentada ao IV Congresso da
Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, Aveiro.
. Sousa, F. (1999). Formar educadores para a diferenciação curricular e para a equidade: Uma preocupação da Universidade dos Açores. Comunicação apresentada ao I Congresso CIDINE, Ponta Delgada.
. Sousa, F. (2002). Tazos e Barbies: Quando o currículo paralelo se cruza com o formal na educação de infância. Comunicação apresentada ao V Colóquio Sobre Questões Curriculares (I Colóquio Luso-Brasileiro), Braga.
. Sousa, F. (2003). Políticas educativas e curriculares face à diferença: Virtudes e limitações de uma abordagem categorial. Comunicação apresentada ao VI Congresso da
Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, Évora.
. Sousa, F. (2004). Educação, ruralidade, periferia e identidade: Notas para uma abordagem performativa. Comunicação apresentada ao II Congresso de Estudos Rurais, Angra do Heroísmo.
. Sousa, F. (2006). Construir currículo na ultra-periferia da Europa em tempo de globalização: Reflexões sobre o currículo regional dos Açores. Comunicação apresentada ao VII Colóquio sobre questões curriculares (
III Colóquio Luso-Brasileiro), Braga.
. Sousa, F. (2006). Curriculum making on the edge of Europe in the age of globalization: Two alternative scnenarios. Paper presented at the
Second World Curriculum Studies Conference, Tampere (Finland).

PARTICIPAÇÃO EM MESAS REDONDAS INTEGRADAS EM CONGRESSOS E EVENTOS AFINS
. Sousa, F. (2006). Currículo, saberes docentes e saberes discentes: Reflexões sobre a transitividade do verbo ensinar. Comunicação apresentada ao VII Colóquio sobre questões curriculares (
III Colóquio Luso-Brasileiro), Braga.

PARTICIPAÇÃO EM COMISSÕES CIENTÍFICAS DE REVISTAS DE REFERÊNCIA
. Arquipélago – Ciências da Educação, desde 2005.

PARTICIPAÇÃO EM ÓRGÃOS DE APOIO A CONGRESSOS E EVENTOS AFINS
.
The Second World Curriculum Studies Conference, Tampere, Finlândia, 2006 – participação no “advisory board”.

OUTRAS COLABORAÇÕES EM EVENTOS
. I Jornada Creches e ATL - Parceiros na Educação, Angra do Heroísmo, Janeiro de 2001 (dinamização de uma secção).
. II Encontro de Inovação - A construção da qualidade na Educação, Praia da Vitória, Maio de 2002 (elaboração e apresentação em plenário da síntese das comunicações apresentadas numa das secções).
. Colóquio Reorganização curricular e o currículo regional, Praia da Vitória, Setembro de 2003 (introdução ao tema “o currículo regional – competências regionais” e moderação de debate sobre o mesmo).
.
The Second World Curriculum Studies Conference, Tampere, Finlândia, 2006 – “Discussant” num painel intitulado “Construction of professional knowledge in students and beginning teachers – an analysis of a constructivist model for teachers’ education curricula”.

CONSULTORIA E ELABORAÇÃO DE PARECERES
É Consultor da
Secretaria Regional da Educação e Ciência dos Açores, no âmbito do projecto de construção de um guião e de acompanhamento da auto-avaliação das escolas da Região e no âmbito do projecto de construção e implementação do currículo regional do ensino básico.
Elaborou a pedido da
Direcção Regional da Educação dos Açores, um parecer sobre os documentos preparatórios da construção e implementação do currículo regional do ensino básico e um parecer sobre uma versão preliminar das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (Departamento da Educação Básica do M. E., 1996).
Participou, em conjunto com alguns colegas da
Universidade dos Açores, na elaboração de um parecer sobre o perfil geral de desempenho do educador e do professor e sobre o perfil específico de desempenho do educador de infância, no âmbito de consulta pública promovida pelo Instituto Nacional de Acreditação da Formação de Professores (INAFOP).

PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMAS E PROJECTOS INTERNACIONAIS
Frequentou, com aproveitamento, o Curso Language Studies and English Language Teaching Methodology, como bolseiro do
Programa Sócrates/Erasmus, entre 6 de Janeiro e 3 de Março de 1992, no West Sussex Institute of Higher Education, Bognor Regis, Inglaterra; participou através do Programa Sócrates/Arion numa Visita de estudo a Perth, na Escócia, em Junho de 2005, para observação dos serviços integrados de educação e apoio à infância concebidos pelo Perth & Kinross Council, tendo sido eleito relator da visita pelo grupo de visitantes; participa, em representação da Universidade dos Açores, no projecto On the Edge, integrado no Programa Sócrates/Comenius 2.1, aprovado pela Comissão Europeia em Agosto de 2005 e coordenado pelo Professor Bill Chambers, da Liverpool Hope University.

OUTROS DADOS
PARTICIPAÇÃO EM ASSOCIAÇÕES
É sócio da
Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, do Grupo de Estudos para o Desenvolvimento da Educação de Infância, do Sindicato Nacional do Ensino Superior e Irmão da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo.

PRÉMIOS
Recebeu em Março de 2000, no
Teachers CollegeColumbia University, o Prémio “Project Milestone Conference Attendance Fellowship”.

SERVIÇO MILITAR
Em termos militares foi incorporado na
Escola Prática de Infantaria, Mafra, em 24 de Agosto de 1992; promovido ao posto de Aspirante a Oficial SEN, em 27 de Novembro de 1992; desempenhou as funções de Instrutor do Curso de Formação de Praças e de Comandante de um Pelotão de Atiradores no Regimento de Infantaria de Angra do Heroísmo entre Dezembro de 1992 e Abril de 1993.
Recebeu um Louvor pelo Major Comandante do Batalhão Operacional e Instrução do
Regimento de Infantaria de Angra do Heroísmo em 20 de Abril de 1993 e passou à disponibilidade, no posto de Alferes SEN, em 23 de Abril de 1993.

NOTA: Quero registar que tive o enorme prazer de ser aluno do brilhante Professor Doutor Francisco Sousa e igualmente expressar-lhe os meus desejos de imensas felicidades e sucessos.

Faz hoje um ano que publicamos:
Biscoitos em colecção de postais

3 comentários:

Anónimo,  11/7/07 16:02  

Ao encontrar ao acaso esta página da net, foi com bastante satisfação que tomei conhecimento do vasto curriculo do meu Aspirante SOUSA. Pois é, tive o prazer de conhecer este Dr. em 1992 no Regimento de Infantaria de Angra do Heroísmo, quando eu, como Furriel e a trabalhar no mesmo pelotão com o Aspirante Sousa, desempenhamos um trabalho fantástico. Dotado de excelentes conhecimentos em muitos e variados niveis, foi uma mais valia para a minha formação. Bem haja e muitas felecidades para o seu futuro.

Paulo Roberto

Maria Arlete Costa,  7/7/12 23:15  

O acaso permite-nos encontrar pessoas que pensávamos nunca mais ver. Parabéns ao Sr. Professor Doutor Francisco Sousa, com quem tive a honra de conviver no seu último ano de estudante do curso de Educação do ensino Básico, em Ponta Delgada.
Os melhores cumprimentos.
Maria Arlete Costa,

Mário P. Cabral 9/1/13 12:26  

Aqui deixo um abraço de estima e consideração ao Francisco Sousa, pessoa com quem tive o privilégio de partilhar a responsabilidade da formação militar no Regimento de Infantaria de Angra do Heroísmo (ele enquanto Aspirante e eu como Furriel). Vejo pelo artigo supra que a rectidão e profissionalismo que lhe conheci à época o tem orientado na sua vida profissional. Muitos parabéns.

Mário Pires Cabral

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP