terça-feira, 21 de abril de 2009

Espaços cénicos produzidos por Rui Melo

Depois da referência que fizemos em 2006 (ver abaixo), neste 21 de Abril voltamos a destacar a actividade do biscoitense Rui Melo no domínio da cenografia, nomeadamente através da sua colaboração com o Grupo de Teatro "Pedra-Mó", da vizinha freguesia dos Altares.

Desta feita o mote é o espaço cénico produzido para a comédia em dois actos "Nu com Violino", de Noel Coward, a estrear amanhã, dia 22 de Abril, pelo referido grupo, no Teatro Angrense, num espectáculo integrado no XI Festival de Teatro de Angra do Heroísmo.

Para além desta actual composição, outros exemplos recentes do trabalho de Rui Melo como cenógrafo do "Pedra-Mó" são as criações para as peças "Daqui fala o Morto", de Carlos Llopis (estreada a 30 de Março de 2007, no Teatro Angrense, no âmbito dos programas do 29º aniversário do Pedra-Mó e do IX Festival de Teatro de Angra do Heroísmo e reposta em vários palcos, nomeadamente a 5 de Maio de 2007 na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus, a 9 de Outubro de 2007 no Coliseu Micaelense, no Festival "Juvearte", e a 13 de Dezembro de 2007 no V Encontro de Grupos de Teatro da Sociedade Musical Recreio da Terra-Chã), "Leandro Rei da Helíria", de Alice Vieira (reposta a 24 de Novembro de 2006, no Auditório do Ramo Grande, e a 8 de Abril de 2007, na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus), "A Sombra da Ravina", de John Synge (estreada no âmbito da sessão solene do 29º aniversário do grupo, a 21 de Abril de 2007, e reposta a 28 de Março de 2008, nas comemorações do 30º aniversário, na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus), "Nória e Prometeu – Palavas de Fogo", de Armando do Nascimento Rosa (reposta a 20 de Maio de 2007, na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus),"Os Dias Arrastam-se e as Noites Também", de Léandre-Alain Baker (estreada a 4 de Abril de 2008 no Teatro Angrense e apresentada a 19 do mesmo mês na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus e a 6 de Dezembro de 2008 na Carmina Galeria), e "A Última Batalha", de Fernando Augusto (estreada a 21 de Maio de 2008 na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus e apresentada a 10 de Outubro do mesmo ano no Teatro Angrense, numa inserção no programa do evento "Máscara Ibérica").

Outro contributo de Rui Melo para o "Pedra-Mó" foi a paginação de um livro com o percurso do grupo e algumas anotações sobre a freguesia dos Altares, preparado no âmbito das comemorações dos 30 anos deste grupo de teatro.

Uma nota também para Assunção Melo, biscoitense por afinidade e residência, autora dos figurinos de todas as peças de teatro referidas.

Fontes: Backstage - ViaOceânica (22/Novembro/2006); A União (7/Março/2007, 29/Março/2007, 28/Abril/2007, 8/Outubro/2008, 24/Março/2009), Diário Insular (7/Março/2007, 29/Março/2007, 13/Dezembro/2007, 27/Março/2008, 1/Abril/2008, 2/Abril/2008, 3/Abril/2008, 8/Outubro/2008, 5/Dezembro/2008, 18/Abril/2009); Diário dos Açores (9/Outubro/2007).

Faz hoje três anos que publicamos:
Rui Melo como cenógrafo

0 comentários:

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP