sexta-feira, 18 de novembro de 2005

Biscoitos: que futuro? IV

Aí está a penúltima parte do texto que introduzimos no dia 4 de Novembro e continuamos a 9 e a 15 de Novembro.
Biscoitos: que futuro? (continuação)
Para além deste valor sentimental, esta característica paisagem reveste-se de uma importância histórico-cultural visto que representa um tipo de actividade tradicional dos Biscoitos que remonta à data de criação da própria freguesia e se interrelacionou ao longo dos anos com outras artes, tais como a cestaria e a tanoaria.
Também em termos paisagísticos esta área merece cuidados especiais visto apresentar características únicas a nível mundial, nomeadamente em relação à forma que as "curraletas" tomam.
Todo o conjunto de condicionantes de localização (clima local, proximidade do ocenano e baixa altitude), bem como de construção (características particulares do "biscoito"), levam a que, nesta área, se gerem condições climáticas, ou melhor, microclimáticas especiais e que são responsáveis pelo típico verdelho ali produzido. Por acréscimo a este facto, nada nos garante que essas condições não sejam fonte de desenvolvimento de exemplares de espécies animais ou vegetais endémicas e/ou de grande raridade.
Diz a tradição popular que "perante factos não há argumentos". O que é certo é que actualmente ( e é esse o problema que nos preocupa) nem mesmo perante estes factos, que não são recentes, foi tomada a decisão, por quem de direito, a proteger nos termos da lei, a reduzida área de aproximadamente 120 ha de inegável interesse patrimonial.
O grande perigo surge do arrasamento incontrolado destas pedras para se proceder a construções que, muitas vezes, nem respeitam alguns dos padrões mínimos de segurança.
Não estamos contra as construções. Apenas pensamos que poderiam ser realizadas em outros locais, situados a poucas dezenas de metros, evitando-se a destruição patrimonial referida.
Acreditamos com toda a nossa convicção que também em termos turísticos é muito mais profícuo a preservação de algo que é único e marcadamente nosso e que, se convenientemente divulgado, poderá ser um autêntico chamariz de turismo, tanto nacional como internacional, para a nossa ilha.
Para tal, há que complementar e organizar as hipóteses turísticas delineando programas que incluam alguns dos interesses referidos, nomeadamente os relacionados com a vitivinicultura, com o artesanato e com as manifestações festivas locais, pugnando para bem receber.
Uma questão que se relaciona directamente com o bem receber consiste na limpeza da nossa freguesia e na manutenção da mesma para que não se assistam a situações degradantes a até de perigo, nomeadamente para a saúde pública, como algumas que actualmente persistem em existir, formando autênticas lixeiras a céu aberto em lagumas das nossas canadas e em caminhos, que servem, nomeadamente, de acesso às explorações agro-pecuárias.
(continua brevemente)

44 comentários:

Maria Emília Albergaria Soares C. cabral,  19/11/05 17:50  

A cada passo se pouve dizer, que os povos não estão maduros para a liberdade. Não é porém aos povos, é aos gabinetes, que falta a madureza.
Que os habitantes dessa Ilha maravilhosa e de grandes tradições, continue a manter o único vinho produzido com a nobre casta branca da Verdelho.

vinvi metody,  19/11/05 17:54  

S.O.S CURRALETAS
Estão a "meter água" no litoral dos Biscoitos?
"Eu quero voltar para a Ilha!".

Anónimo,  19/11/05 18:30  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)


(...)

"A preocupação de preservar o que resta do Verdelho, é a nossa grande missão. Connosco estão todos aqueles que, movidos pelo bom senso, acham que a paisagem vitícola é ainda a grande imagem de marca dos Biscoitos.
Temos lutado abnegadamente contra forças destrutivas,cerebralmente bem identificadas. Estamos longe de vencer o combate, mas vamos conseguindo aos poucos abater alguns inimigos. Anima-nos o eco da sensibilização levada a cabo junto da opinião pública. Definitivamente, o ócio não pode ser o coveiro de um bem patrimonialmente importante, na ligação ao passado.
É necessário fortalecer a lei, para protecção desta Zona Vitivinícola. Daqui o apelo a todos quantos possam contribuir para tal. É também necessário unir esforços dentro e fora dos Biscoitos.
Ao nível do País inteiro, temos plantado as nossas ideias. Só falta que nos Açores a boa vontade impere também, em relação à Zona de Verdelho dos Biscoitos. Da mesma forma que imperou em relação a outras Zonas do gánero."


in"VERDELHO" - página 1 , Editorial Victor Alves,Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos-Ilha Terceira-Açores. Ano 1.n.º 1 1996

Anónimo,  19/11/05 18:52  

É bom lembrar.
(Compilação da imprensa)
(...)
A Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos, na Ilha Terceira, é pioneira na Região Autónoma dos Açores.
...encetou já uma luta difícil com as autoridades locais e regionais para preservar a principal zona de produção de Verdelho, na freguesia dos Biscoitos como PAISAGEM PROTEGIDA.
(...)

In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos - Confraria do Vinho Verdelho, página 18,Victor Alves.

Anónimo,  19/11/05 18:59  

È Bom lembrar

(Compilação da imprensa)

"IV Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos, 1995.Palestra do Arqt.º Fernando Pessoa: "ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E CONSERVAÇÂO DA NATUREZA- O CASO PARTICULAR DOS BISCOITOS".


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos-Ilha Terceira - Açores. Ano 1. N.º 1 1996 -Confraria em Foco, página 20

Anónimo,  19/11/05 19:23  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)

(...)
"Recentemente, o Governo Regional anunciou a sua disponibilidade para a aplicação de medidas de protecção à Zona Demarcada de Produção de Vinho dos Biscoitos, desencadeando de imediato um processo legislativo nesse sentido.
É uma atitude sensata que merece o nosso aplauso.
Ficamos, no entanto, à espera que se dê o primeiro passo.
Estamos cá para colaborar."

In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores. Ano II N.2 . 1997 - Editorial * Victor Alves (O seu Director), pag. 2.

Anónimo,  19/11/05 19:39  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)

(...)
"Do discurso então proferido pelo Presidente da C.V.R.-Açores, Eng.º Ernesto Ferreira, respingamos:

...pertence à Casa Agrícola Brum,empresa que merece aqui uma referência especial pelo contributo dado à vitivinicultura regional e em particular daquela ilha. Na realidade, tem sido esta empresa que mais tem mantido vivo este sector, por vezes incompreensivelmente remando contra a maré, uma maré de pseudo-desenvolvimento, que encontra no cimento armado e nos blocos de betão o caminho da felicidade.
Tem valido a determinação e o empenhamentode de um bom punhado de viticultores e amantes do vinho que, em torno da sua Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos, têm defendido, muito a custo, a preservação e sobrevivência do seu património natural e edificado relativo à cultura da vinha.
(...)


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ano II- N.º 2- 1997-Certificação de dois licorosos de qualidade: um do Pico e outro dos Biscoitos- Pag.3

Anónimo,  19/11/05 19:46  

È bom Lembrar

(compilação da imprensa-título)

*Francisco dos Reis Maduro -Dias

"O VERDELHO DOS BISCOITOS
UM VINHO DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES E DAS FROTAS DAS ÍNDIAS".

In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.Ilha Terceira.Açores-Ano II- n.º2 - 1997 Pp,12/13

Anónimo,  19/11/05 19:55  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

"1994- Exposição promovida pela Universidade dos Açores, Terra-Chã, integrada na Presidência Aberta sobre o Ambiente.
Painel sobre o litoral dos Biscoitos no panorama vitícola apresentado pala C.M.P.V."
Nota: legenda de uma foto com Sua Excelência o Senhor Presidente da República ,Dr Mário Soares, Prof Doutor Àlamo de Meneses, Representante da C.M.P.V. e o Grão-Mestre da C.V.V.B..

In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano II. N.º 2 - 1997-Confraria em Foco- pag.17

Anónimo,  19/11/05 20:00  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)

" 1997-Set- Exibição de Bailinho de Carnaval das Fontinhas que versou sobre as vinhas dos Biscoitos e criticou a especulação imoboliária nesta freguesia"

Nota: Legenda de uma foto.


In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Ano II. N.º 2 - 1997-pag. 21

Manuel Mendes,  19/11/05 20:44  

Biscoitos não será uma Região "Marcada", que produz grandes vinhos?
Antes dos vinhos há que preservar as condições climáticas, e não tapar o Sol com betão armado! Sem as pedras vulcânicas que constiuem a calçada das curraletas não há vinho... pois estas substituem as poucas horas de Sol que estas ilhas têm! Por isso "meus senhores", vinhos tintos (vitiviniferas!!)nas ilhas, são leves e pouco encorpados.Não "meter" vinho tinto no "mesmo saco" do "Cheiro"/morangueiro ou americano!
Atenção as vinhas agora abandonadas serão , se quiserem gastar alguns euros /projectos, o FUTURO da vinha nos Biscoitos...com "biscoitos"!

Manuel Machado,  19/11/05 20:50  

A análise e perpectivas futuras para a viticultura dos Biscoitos,é urgente!
Quem quiser formar algumas ideias do FUTURO vitivinícola biscoitense(Região Determinada)deve olhar para o pretérito.

Anónimo,  20/11/05 10:05  

È bom lembrar

(compilação da iumprensa)

(...)

"Finalmente, uma das nossas iniciativas levada a cabo durante o ano transacto: a queixa ao Provedor de Justiça, pela ineficácia das autoridades na protecção e classificação da mancha de Verdelho dos Biscoitos.
Foi uma acção refletida e unânime, que pode contribuir para acelarar um processo que anda a passo de caracol. Desperdiçar tempo pode significar uma perda irreparável. Fica uma vez mais o alerta a quem de direito: O Verdelho dos Biscoitos, não nos cansamos de apregoar, é um dos mais ricos patrimónios históricos da Terceira e dos Açores."


In "VERDELHO" - Boletim da confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ilha Terceira -Açores- Ano III N.º 3 1998.Victor Alves Editorial, pag. 2

Anónimo,  20/11/05 10:18  

È bom lembrar

(compilação da Imprensa)

(...)
Neste sentido o Governo Regional, ao abrigo do Estatuto Político- Administrativo da Região Autónoma dos Açores, resolveu, em Junho de 1998, criar um grupo de trabalho multidisciplinar encarregado de promover e supervisionar a realização do estudo de salvaguarda do património natural e o edificado característico da cultura da vinha dos Biscoitos, propondoa delimitação geográfica da repectiva área, com vista à sua eventual classificação como "Paisagem Protegida de Interesse Regional"
(...)


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ilha Terceira- Açores- Ano III N.º 3 - 1998.Joaquim Pires- Director Regional do Desenvolvimento Agrário- "Os Biscoitos, as vinhas e o desenvolvimento rural" páginas,5,6 e 7.

Anónimo,  20/11/05 10:22  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)

"MEDIDAS DE PROTECÇÃO PARA OS BISCOITOS"



Resolução n.º 150/98
de 25 de Junho"

(...)


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira . Açores.Ano III. n.º 3 página 8.

Anónimo,  20/11/05 10:28  

È bom lembrar

(compilação da imprensa- título)

"V Investidura da Confraria do Verdelho dso Biscoitos"


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano III. N.º 3 -1998 página n.º 27

Anónimo,  20/11/05 10:48  

É bom lembrar
(compilação da imprensa


" A região vitivinícola dos Biscoitos vai "amadurecendo" com o tempo e com alguns raios de luz que nos últimos meses se abateram decisivamente sobre aquela mancha abençoada. A decisão do Provedor de Justiça que deu razão à nossa causa, o aparecimento da Adega Cooperativa e a entrada no quadro de honra nacional do Vinho "Pedras do Lobo", justamente considerado um dos melhores da última década, são motivos de sobra para o regozijo de todos quantos se têm empenhado na defesa do Verdelho dos Biscoitos.
Mas a luz é ténue, o tempo escasseia e há que aproveitar cada oportunidade como se fosse a única.È que as boas e as más intenções misturam-se e fermentam no mesmo espaço. Só a persistência, a vigilância e a inteligência fazem a oportunidade, e afastam alguns fantasmas que pairam sobre a região vitivinícola doa Biscoitos.
Nunca escondemos a nossa preocupação pela indefinição política que ensombra a região dos Biscoitos. Estamos abertos ao diálogo,mesmo com aqueles que desprezam ou não percebem o nosso discurso.E prometemos não calar a voz sempre que seja preciso erguê-la.O presente ano vai ser decisivo.
Não é que os outros tivessem sido
menos importantes, mas o futuro tem
agora alguns alicerces seguros."


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira.Açores.Ano IV. n.º 4 - 1999 EDITORIAL- Victor Alves . Página 2.

Anónimo,  20/11/05 10:53  

È bom lembrar

(compilação da imprensa- título)


"MEMÓRIAS DO TEMPO


SIGNIFICATIVOS PASSOS EM RETROSPECTIVA"

Por: J.B.B.

In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ilha Terceira- Açores. Ano IV .n.º 4 .19999
página 22.

Anónimo,  20/11/05 10:57  

É bom lembrar

(compilação da imprensa-título)

"INVESTIDURA DA CONFRARIA DO VINHO VERDELHO DOS BISCOITOS"

In "VERDELHO". Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano IV n.º 4- 1999.
Páginas 30 e 31

Anónimo,  20/11/05 11:00  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)


"PROVEDOR DE JUSTIÇA VEM DAR RAZÃO Á CONFRARIA"


In VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.Ilha Terceira. Açores. Ano IV . n.º 4 - 1999. Página 33.

Anónimo,  20/11/05 13:23  

È bom lembrar

(compilação da imprensa-título)

"PELA DEFESA DO PATRIMÓNIO CULTURAL DOS BISCOITOS"


In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano V N.º 5- 2000
Páginas n-º 26,27 e 28

agente económico,  20/11/05 13:58  

Li com muita atenção todos os comentários, aliàs muito interessantes e elucidativos da realidade vitivinícola dos Biscoitos da ilha Terceira.
Os apelos pelo bom nome dos Biscoitos já os ouvimos e lemos noutros orgãos de comunicação social portuguesa e estrangeira, assim como os constantes protestos vindos de sectores ligados á vinha e ao vinho, curiosamente entidades particulares, casos da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos, incluindo a sua formidável revista VERDELHO ; do Museu do Vinho da Casa Agrícola Brum e de muitas pessoas de reconhecido mérito que publicamente têm também defendido o património vitivinícola biscoitense, incluindo claro está a paisagem única que são as típicas curraletas donde nasce um dos melhores vinhos de Portugal, como já foi mencionado e justificado em várias revistas e sites da especialidade.
Então tudo isto ainda não resultou?
Ainda há muita boa gente que continua a pensar que a Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos é produtora de vinho...santa ignorância.

Anónimo,  20/11/05 17:32  

È bom lembrar

(compilação da imprensa-título)

"Duque de Bragança defende a vinha nos Biscoitos"

* Jácome de Bruges Bettencourt


In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.Ilha Terceira. Açores.Ano VI . N.º 6-2001,pp 4 e 5.

Anónimo,  20/11/05 17:42  

É bom lembrar

(compilação da imprensa-título)


"MUSEOLOGIA DE INTERPRETAÇÃO DA PAISAGEM

-Ecomuseu dos Biscoitos, Ilha Terceira-"

Por: Fernando Santos Pessoa
(Intervenção do Eng.ºSilvicultor pelo I.S.A. e Arquitecto Paisagista, no Seminário Internacional de Programação Museológica, que decorreu em 15.05.2001 em Setúbal)

In "VERDELHO" -Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ilha Terceira.AçoresAno VI. n.º 6 .2001-pp,24,25,26 e 27.

Anónimo,  20/11/05 17:54  

É bom lembrar

(compilação da imprensa-títulos)

"A PAISAGEM BÁQUICA

MEMÓRIA E IDENTIDADE"

* Aurora Carapinha

*Professora Auxiliar da Universidade de Évora.

( Palestra na abertura da Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos,01..09.2001)


In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira.Açores.Ano VI .N.º 6.2001. pp,28,29e30.

Anónimo,  20/11/05 17:58  

É bom lembrar

(compilação da imprensa-título)

"GEMINAÇÃO DA CONFRARIA DOS ENÓFILOS DA ESTREMADURA COM A DO VERDELHO DOS BISCOITOS"

In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores. Ano VI. N.º6. 2001.pp,34 e 35.

Anónimo,  20/11/05 18:01  

É bom lembrar
(compilação da imprensa-título)


"CONFRARIA EM FOCO"

in"VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.Ilha Terceira. Açores.Ano VI. N.º 6 . 2001,página n.º36

Anónimo,  20/11/05 18:05  

É Bom Lembrar


(compilação da imprensa)


"Confraria em Foco"


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira.Açores. Ano VI. N.º 6. 2001 página n.º39

Anónimo,  20/11/05 21:59  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

EDITORIAL

* Jácome de Bruges Bettencourt
Director do "VERDELHO"- Boletim da Confraria do vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano VII . N.º7. 2002.pag. 3



(...)


3. Continuamos a insistir na classificação da Paisagem Protegida de Interesse Regional, e no levantamento dum correcto e minucioso cadastro vitícola em moldes a poder dar-nos informações actualizadas, inclusivamente para futuros estudos económicos com inventariação dos produtores, seus rendimentos, idades, etc..Esses dados serão mais que necessários para sabermos se vale a pena continuar ou não a trabalhar nos moldes actuais.

Anónimo,  20/11/05 22:06  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

"A PAISAGEM AÇORIANA DOS BISCOITOS"

Por: Gonçalo Ribeiro Telles *

Professor catedrático da Universidade de Èvora,jubilado. Antigo Ministro de Estado e da Qualidade de Vida. Agrónomo e arquitecto paisagista. Membro de várias confrarias Báquicas.



In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos- Ilha Terceira- Açores.Ano VII ,n.º 7. 2002. páginas 22 e 23.

Fátima Silva 21/11/05 00:29  

Pode-se fazer tanto e custa pouco. É desta forma que comento este breve trecho de "socorro" pelo património dos biscoitos, que não sendo natural, pois o homem moldou-o com o seu suor, constitui uma riqueza ímpar e inestimável para a nossa ilha.
Entristece-me por um lado que haja tanta apatia, por outro alegro-me, pois a tua veemência poderá constituir um dos muitos alertas que é preciso "espalhar". Continua sempre a contribuir para que os biscoitos não sejam descaracterizados.

Anónimo,  21/11/05 18:29  

è bom lembrar

(compilação da imprensa-título)


"Museu do Vinho dos Biscoitos
um Museu que cheira a vinho"

"Algumas notas"


* Victor Cardoso-investigador



In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores. Ano VIII- N.º 8- 2003,pp,12,13,14,15 e 16

Anónimo,  21/11/05 18:32  

È bom lembrar

(compilação da imprensa)

"In Memoriam

Oliveira Figueiredo
A franqueza no coração e a força no espírito"


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores.Ano VIII - N.º 8 -2003 pag.21

Anónimo,  21/11/05 18:57  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

"X ANIVERSÁRIO DA CONFRARIA DO VINHO VERDELHO DOS BISCOITOS"
(...)

Ao longo desta década, com tenacidade e toda a coragem como filha de uma grande necessidade, temos vindo a lutar pela paisagem característica da cultura da vinha de qualidade no litoral da freguesia dos Biscoitos, paredes meias com o Atlântico Norte.

(...)

Falar só do vinho e não proteger as nobres cepas...é um projecto edificado sobre o solo movediço das conjunturas, e por isso, sujeito a ser derribado pelos ventos das circunstâncias.

(...)
Deparamos também com pequenas almas alimentadoras de pequenas rivalidades. E, como sabemos, a rivalidade é apenas e somente a irmã da inveja e do ciúme. Foi preciso de facto, muito tacto para que o balanço da actividade desta Confraria seja positivo. O tacto tem muito a ver com o gosto,é difícil que se possa ter um sem o outro.
Mas, o que falta realmente para que de uma vez por todas se protejam as nossas raízes vitivinícolas?
E, por que não ter a mesma vontade com que se pretende legalizar nestas ilhas portuguesas, vinhos produzidos a partir de castas proibidas na União Europeia?
Proteger o litoral vitivinícola biscoitense(CLASSIFICANDO_O COMO PAISAGEM DE INTERESSE REGIONAL),as castas tradicionais, depende apenas e só dos políticos locais e regionais.

Vinho é cultura! Vinho é cartaz turístico! Mas, é preciso não esquecer os cepos produtores... e o ambiente que os rodeia."

(...)

In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.Ilha Terceira. Açores. Ano VIII. N.º 8 -2003. pp, 30 e 31.

Anónimo,  21/11/05 19:01  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

"PELA DEFESA DO PATRIMÓNIO CULTURAL DOS BISCOITOS (2)"


In "VERDELHO" - Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores. Ano VIII. N.º 8 -2003.pp, 36 e 37.

Anónimo,  21/11/05 19:04  

É bom lembrar

(compilação da imprensa)

"CONFIRMAÇÃO DE CONFRADES NA C.V.V.B."


In "VERDELHO"- Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. Ilha Terceira. Açores, Ano VIII. N.8.p 38

José Aurélio Almeida 31/12/05 12:57  

Mais uma grande dose de referências da imprensa.
Obrigado!

José Aurélio Almeida 31/12/05 13:16  

Maria Emília Cabral:
Sensibilizou-me a sua perspectiva sobre o amadurecimento popular em relação à liberdade.
Obrigado.

José Aurélio Almeida 31/12/05 13:17  

Vinvi metody:
Penso que a ilha terá sempre lugar para mais um. Ainda mais quando é alguém preocupado com o litoral dos Biscoitos.
Cá o esperamos.

José Aurélio Almeida 31/12/05 13:19  

Manuel Mendes e Manuel Machado:
Também não tenho dúvidas que em relação às vinhas biscoitenses, como em muitíssimas outras coisas, o passado se pode e deve revelar como "mestre".

José Aurélio Almeida 31/12/05 13:20  

Agente económico:
Não, tudo isto ainda não resultou.
Contamos consigo para inverter a tendência.
Obrigado.

José Aurélio Almeida 31/12/05 13:22  

Fátima Silva:
Descaracterizar os Biscoitos é interferir também na minha identidade. Daí os meus singelos alertas.
Obrigado.

Anónimo,  30/11/06 20:27  

Os políticos locais querem futuro das vinhas? Ou serem "políticos"?

José Aurélio Almeida 13/4/07 21:36  

Caro Anónimo - 30/11/06:
Para sermos honestos devemos registar que ainda não percebemos para que lado se inclinam em relação às vinhas.
Às tantas nem se inclinam... mantém a indiferença.

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP