sábado, 25 de fevereiro de 2006

Aí está o Carnaval

Aí está o Carnaval terceirense em força.
Desculpem-nos a ousadia, mas não podemos deixar de afirmar que este é um dos melhores do mundo. E tem tão grande valor pelo misto interessantíssimo que junta as artes da música, da dança, da escrita, da representação e até da costura. Também são deveras significativos os números de pessoas que estes dias de festa popular fazem movimentar, entre dançarinos, músicos, actores, escritores, compositores, ensaiadores, costureiras e alfaiates, entre outros, para além dos milhares que assistem aos espectáculos. São também muitas horas de actuações que cada grupo faz, multiplicadas pelas várias dezenas de Danças de Pandeiro (ou da Noite), Danças de Espada (ou de Dia), Bailinhos e Comédias.
Depois de várias semanas de preparação, começou hoje, para se prolongar até ao final da próxima terça-feira, a exibição pública das principais manifestações carnavalescas terceirenses.
O "aquecimento" foi feito com os ensaios gerais, os espectáculos dos grupos de idosos e de alguns grupos de crianças.
Também nos Biscoitos, como habitualmente, o "bichinho" do Carnaval levou a que dois grupos se preparassem para estes dias de festa.
Assim, durante este Carnaval de 2006 circulam pela Terceira, para se exibirem nos seus vários palcos, a Dança de Pandeiro "1ª Companhia" e o Bailinho "Ladrões, Polícias e Milícias".
A Dança de Pandeiro tem textos de João Leonel e arranjos musicais do grupo. Paulo Silva é o mestre deste grupo que conta com um total de 29 participantes (entre bailarinos/as, músicos e personagens) e ensaiou na Sociedade Recreativa Biscoitense.
O Bailinho é apresentado por um grupo com muitos anos de prática no Carnaval terceirense, tendo inclusivamente já realizado uma viagem aos Estados Unidos da América. Em regra, são elementos do próprio grupo que realizam as tarefas de escrita de textos e composição ou adaptação dos temas musicais, como da criação de coreografias e encenação. O enredo apresentado este ano é de Domingos Dias.
Para todos eles apresentamos o desejo de que se divirtam e que divirtam simultaneamente as plateias que assistam às suas apresentações.
Aproveitamos para destacar alguns interessantes comentários acerca do Carnaval que visitantes deste Blog têm deixado em http://biscoitos-terceira.blogspot.com/2006/02/actuao-de-danas-da-terceira-idade.html.

14 comentários:

Anónimo,  27/2/06 13:15  

Gostamos muito deste começo de carnaval. matamos saudades e ainda apanhamos uma grande molha! Mas já estamos prontos para outra.Vamos agora ver mais danças e bailinhos.Ficamos também alagados por dentro!!!Bom carnaval para todos e todas.
O Torquato o Faustiniano o Baldoméro e o Leandro.

Rui Martins,  27/2/06 15:35  

Poderá não ser o melhor carnaval do mundo, mas sem dúvida nenhuma: É Único.

illuminata 1/3/06 22:45  

Ouvi dizer que as milícias deixaram alguns membros da socialite biscoitense um pouco incomodados.

Anónimo,  2/3/06 08:37  

Não mo lo diga, cara iluminata. Nem os profs escaparam, ou malhor as soutouras. A sua amiga na apareceu. A gang la tava mas na deu vista dela por lá.

illuminata 3/3/06 01:05  

Caro anónimo, lamento que não tenha vislumbrado a "minha amiga". Nos sítios onde estive tb não a vi (nem procurei ver).

Anónimo,  3/3/06 08:44  

Cara "Iluminata":

A experiência da nossa fraqueza e o reconhecimento de que agimos mal, é algo que humilha. Quando à fraqueza se une o orgulho, o engano pode chegar a extremos patológicos: não se conforma com uma modesta justificação, mas incomoda-se com a verdade, com os que lhe dizem a verdade, ou com os que a vivem.

Anónimo,  3/3/06 20:25  

Gostei muito das Danças dos Idosos. A d'Agualva e a do Porto Judeu. Esta para mim a melhor que vi.
Enfim danças para todos os gostos.

Márinho

illuminata 4/3/06 01:30  

Caro anónimo:
Menos pozinho branco, talvez não lhe fizesse mal...

Anónimo,  4/3/06 16:50  

Cara "iluminata":

Use a linguagem que quiser; nunca poderá dizer senão o que é.

Anónimo,  4/3/06 19:00  

Sou um ser extravagante,
Meu nome não é vulgar;
Quando quero divertir-me
Dou o dito a decifrar.

E digo a todos, mui sério;
Se quiserem calcular,
Em três partes separando
Meu nome, hão-de notar

Que a primeira com final
Dão o dobro da segunda,
E nesta coisa singela
todo o enredo se funda.

Por outro lado também,
Parece até brincadeira,
Vale um quinto do segundo
A primeira mais a terceira.

Os dois terços do total,
Veja lá, não se confunda,
Bem contados valerão
Quatro quintos da segunda.

Ou ainda d'outro modo,
Tomados d'outra maneira,
Dão três quintos, bem certinhos,
Da primeira com terceira.

Não quero mais confundir,
Nem sequer atrapalhar...
Ancioso vos pergunto
O nome que me vão dar.


J.L.P.F. (Lisboa).

illuminata 5/3/06 22:43  

Caro anónimo:
Começo a ficar ofendido...

Anónimo,  6/3/06 12:57  

Cara "iluminata":

Não se ofenda. Não vale a pena. Se é mesmo como diz, queira aceitar as minhas desculpas.

José Aurélio Almeida 14/7/06 23:00  

Caros Comentadores:
Ficamos gratos pelas notas sobre as manifestações de Carnaval.

José Aurélio Almeida 14/7/06 23:06  

Caro Anónimo/J.P.L.F.:
Interessante a charada que apresenta. Infelizmente não a conseguimos decifrar.

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP