quarta-feira, 23 de novembro de 2005

Biscoitos: que futuro? V

Terminanos hoje a publicação do texto que introduzimos no dia 4 de Novembro e continuamos a 9, 15 e 18 de Novembro.

Biscoitos: que futuro? (conclusão)

Voltando à área de "biscoito", a estratégia que se nos mostra mais viável para a protecção deste património que identifica a nossa localidade é a sua classificação como "Paisagem Protegida", tal como (e muito bem) já sucedeu na ilha do Pico, numa área total de muito maior extensão.
Tendo em consideração o actual quadro constitucional e legislativo, pensamos que as autoridades com maior competência e responsabilidade na matéria são as governamentais e as autárquicas.
Por tal, mimguém melhor do que as mesmas para prodecer à tarefa que deverá culminar na preservação e protecção legal de todo o património que apresente valor significativo. Ainda que pormenorizado, este trabalho não nos parece de grande dificuldade, até pela reduzida área em questão.
Apelamos, sim, para que não se aliem desta situação, até porque notamos já alguma consciência da questão a esse nível, aqunado de declarações do Sr. Presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória à RTP-Açores acerca da asfaltagem da via que serve o litoral biscoitense, referindo-se a uma indicação da Secretaria Regional de Turismo e Ambiente no sentido de ser aconselhável que o muro de protecção da referida via fosse de altura reduzida, por forma a não impossibilitar a visão para além do mesmo.
Nós concordamos plenamente que para ambos os lados, a paisagem com que nos deparamos é magnífica. Não deixemos de prestar atenção para o lado que nos revela o oceano, mas empenhemo-nos em salvaguardar a riqueza que fica situada no lado sul da estrada.
Resta-me agradecer à organização desta Festas das Vindimas, e em especial ao senhor Luís Brum, o convite e a consequente oportunidade dada para que nós, jovens biscoitenses, pudéssemos ser ouvidos.
Para concluir, aqui fica o nosso apelo em forma de "spot" publicitário: A paisagem litoral dos Biscoitos é um património de todos. Colabore na sua urgente classificação.
Obrigado.

Biscoitos, 6 de Setembro de 1996.


Terminada esta reposição, continuaremos a publicar referências e reflexões sobre estes assuntos (inclusivamente recorrendo à ajuda e inspiração proveniente dos muitos comentários recebidos) e, como também já prometemos, abordaremos futuramente a questão específica dos vinhos produzidos nos Biscoitos.

35 comentários:

Irene Ataide,  24/11/05 09:35  

Tenho acompanhado com grande interesse os seus comentários sobre a Freguesia dos Biscoitos,o que me enche de grande satisfação, pois infelizmente a nosso ilha (também sou terceirense)não tem tido a melhor defesa de todo o seu património, pela inércia dos próprios terceirenses.Pode contar sempre com o meu apoio e envio-lhe os mais sinceros parabéns.
Irene Ataide- Grã Camareira da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos. 24.11.05

Anónimo,  24/11/05 09:42  

Qualquer contacto:

maria_irene_ataide@sapo.pt
tel:213173752
fax :
213152462

Irene Ataide

luís mendes brum,  24/11/05 13:54  

Caro Senhor Professor José Aurélio Almeida e Ilustre Mandatário Principal da Delegação nos Açores, da Associação Portuguesa de Jovens Enófilos,(com sede nos Biscoitos).
Quero por este meio felicitar-lhe pelo trabalho que têm desenvolvido em prol dos Biscoitos e da identidade desta Freguesia e simultâneamente agradecer-lhe as vossas simpáticas palavras.
Faço votos que essa raça enófila sempre na vanguarda dos empreendimentos, continue a animar com úteis medidas os seus objectivos.
As melhores saudações Enófilas e pessoais.

Anónimo,  24/11/05 21:03  

OPINIÃO

"Casas com lugar nos Biscoitos"

Por: M.A.N.


In Diário Insular, 27 de Fevereiro de 1997.

Anónimo,  24/11/05 21:06  

OPINIÃO


"Uma achega a casas com lugar nos Biscoitos"

Por: A.P.


In Diário Insular, 5 de Março de 1997 pag. 11

Anónimo,  24/11/05 21:08  

ENTREVISTA a...

De "O Biscoitinho" (da Escola da Ponta Negra, Biscoitos),Abril de 1999, pag. 5

Anónimo,  24/11/05 21:10  

OPINIÃO

"Ainda a paisagem dos Biscoitos"


Por : Fernando Pessoa


In Diário Insular, 11 de Abril de 1997, pag. 2

Anónimo,  24/11/05 21:12  

OPINIÃO


"Biscoitos e ideias pré-concebidas"

Por: M.A.N.


In Diário Insular, 5 de Junho de 1997, pag. 11.

Anónimo,  24/11/05 21:15  

MENSAGEIRO JOVEM
Biscoitos.

Novembro de 1997. Entrevista.pag.3

Anónimo,  24/11/05 21:18  

Presidente da Junta de Freguesia dos Biscoitos ao D.I.


"Quase não há Verdelho puro"


In DIÁRIO INSULAR 5 de Setembro de 1998, pp,1 e 4.

Anónimo,  24/11/05 21:21  

Polémica

"Verdelho dos Biscoitos defendido pela Confraria"

"Vinho dos Biscoitos em Conferência de Imprensa

CONFRARIA AFIRMA-SE NA DEFESA DE VERDELHO"


In Diário Insular 11 de Setembro de 1998
pp, 1 e 5

Anónimo,  24/11/05 21:23  

"Ano de crise para a produção vitivinícola"


"Sacerdotes não sentem dificuldades em encontrar vinho para as missas"


In Diário Insular 22 de Outubro de 1998,p 11

Anónimo,  24/11/05 21:25  

"Tradição

"Para evitar nódoas"


Vinho de missa quer-se puro e branco"



In "A União" 20 de Outubro de 1998 pag. 9

Anónimo,  24/11/05 21:31  

"Canto do Terezinha"

"Verdelho a mais"


Jornal da Praia, 15 de Janeiro /99 - Pag.16

Anónimo,  24/11/05 21:34  

-Perpectivas-


"1.ª Demão"


"Uma casa biscoitense"

Por: Barbosa d'Almeida


In Diário Insular. Domingo,4 de Julho de 1999, pag. 9

Anónimo,  24/11/05 21:37  

REGIÃO


"Pressões podem levar a políticas erradas"


"Ricardo Rodrigues não quer "fundamentalismo ambiental"



In Diário Insular,terça-feira, 9 de Julho de 2002,

Anónimo,  25/11/05 21:54  

"VERDELHO DOS BISCOITOS
AS VIDEIRAS VÃO MORRER DE PÉ ? "


In JORNAL DA PRAIA N.º 108. Ano VII.23 de Janeiro de 1989,página 1 e 6.

José Aurélio Almeida 25/11/05 22:13  

A publicação do texto "Biscoitos: que futuro?" (em cinco partes) suscitou imensos comentários por parte de quem acompanha, com maior ou menor regularidade, este blog.
Sem dúvida que estas contribuições enriquecem sobremaneira o próprio blog, no seu intento de partilhar, debater e divulgar a realidade biscoitense.
Com isto, sentimos maior satisfação pela realização do blog "Biscoitos", associada a ímpeto para continuar.
Obrigado a todos, pelo vosso interesse e disponibilidade.

Fátima Silva 26/11/05 12:14  

Quero expressar as minhas felicitações ao Prof. José Aurélio pelo culminar de um reflexão que foi um alerta para todos nós para a preservação do património cultural e social dos Biscoitos. Para além disso, desejava desafiá-lo a realizar um trabalho sobre os Biscoitos hoje, passados 9 anos sob um problema que detectou e muito bem registou. Terão sido realizados esforços no sentido de delimitar a zona dos Biscoitos, classificando-a como Área Protegida? Qual o impacto produzido pela construção de imóveis na zona das curraletas? Há esperança para o vinho dos Biscoitos e para as excursões que se fazem todos os anos, pelo Espírito Santo?

José Aurélio Almeida 29/11/05 00:34  

Olá Fátima!
Agradeço as felicitações e procurarei dar resposta ao teu desafio, da melhor forma que souber e conseguir, ainda que de maneira gradual.
Obrigado.

ler 2 vezes,  23/12/05 19:48  

Última...


Revista Néctar.
Dossier Açores

Tudo o que deve saber sobre os vinhos dos Açores...

N.º34/35 AQno III. Mensal. Novembro/Dezembro 2005



E-Mail: edytime@mail.telepac.pt

jacinto,  7/1/06 11:53  

Para "saberem"


Revista Saber -Açores
publicada fora da ilha Terceira .
saberazores@yahoo.com (mas tb bebe verdelho!)

Ano vI . n.º 72 Mensal .Novembro de 2005,Pag.40,41 e 42


Verdelho- o vinho dos Azares,digo Czares


Entrevista com o senhor José Manuel Mendonça Machado de Sousa, ilustre produtor/engarrafador na Freguesia dos Biscoitos da ilha Terceira.
Uma rádiografia à vitivinicultura açoriana. Sem papas na língua !

Júlia de Meneses,  10/1/06 16:42  

Essa Ilha Terceira é um poço cheio de historia. Adorei o vosso site e a dedicação o apego à sua Terra. Felizmente que existem ainda pessoas com formação , disponíveis para se entregarem aos outros e à sua aldeia e ilha Terceira.
Antes de entrar neste blogue, por curiosidade do nome -Biscoitos, antes dizia, estive lendo comentários sobre Angra a Pé. Adorei!Conhece? ora se não conhece.
http;//acores.sapo.pt/comentários/618.html
As informações turisticas das ilhas, são muito pobres.
Muito obrigada. Gostei imenso.

José Aurélio Almeida 10/1/06 22:42  

Caro Ler 2 Vezes:
Ainda não tivemos oportunidade de ler, nem 1 vez, o Dossier que nos aconselha. Faremos por consegui-lo e agradecemos a sugestão.

José Aurélio Almeida 10/1/06 22:47  

Caro Jacinto:
Ficamos a "Saber" e já lemos a mencionada entrevista. Realmente o senhor José Manuel Sousa fala "de peito aberto".
Quando for possível, daremos conta desta notícia na primeira página do blog.
Agradecemos a dica.

José Aurélio Almeida 11/1/06 00:48  

Cara Júlia de Meneses:
Cada vez que conseguimos agradar a alguém somos nós que ficamos agradados.
Obrigado pelas simpáticas palavras e pelo link (conhecíamos apenas o folheto, em papel, com o mesmo nome).
Volte sempre.

GOTINHA,  19/1/06 15:11  

Paisagem Protegida da Cultura da Vinha??
Isso não é para quem quer, é para quem pode!
Se quiserem venham ao Pico!

ADNAV,  19/1/06 15:14  

Concordo plenamente com o que a gotinha disse,aliás até acho que esse comentário só pode ser proveniente de uma mente brilhante e esclarecida como a dela.

José Aurélio Almeida 19/1/06 16:06  

Cara Gotinha e Adnav:
Começamos por agradecer a vossa visita.
Concordamos que a classificação de Paisagem Protegida da Cultura da Vinha não deve ser para quem quer. Contudo, em relação à questão do poder já somos mais reservados.
Pensamos sim que esse estatuto de protecção deve ser atribuído às áreas que apresentam valor que justifica a sua preservação (mais ainda quando o mesmo valor está ameaçado ou em processo de destruição).
A paisagem da cultura da vinha da Ilha do Pico já viu reconhecido esse valor e, ainda bem e muito bem, recebeu esse instrumento de protecção.
Consideramos que várias outras áreas açorianas também merecem ser classificadas e protegidas, estando naturalmente entre elas a Região Demarcada (ou Determinada) dos Biscoitos (se não a sua totalidade, pelo menos uma parte
considerável - a mais litoral).

Jacinto,  2/2/06 10:43  

Afinal sempre há alguma verdade nas afirmações do produtor José Manuel Mendonça Machado de Sousa, na sua entrevista à Revista "Saber".

Brizida,  2/2/06 14:09  

Que não se perca nunca de vista a grande regra de definir os termos.
A natureza parece haver traído muitas pessoas, dando-lhes um rosto que, a seu pesar, faça conhecer os seus sentimentos.
As pessoas para merecerem o nome de fortes,têm que serem os protectores dos mais fracos.
Por outro lado,o servilismo não é outra coisa, senão a ambição das almas baixas.
Este Blog Biscoitos é dirigido por um grande açoriano e talvez por isso já haja muitas unhas ruídas devido ao trabalho, dedicação e amor por parte do Senhor Professor José Aurélio Almeida ao Arquipélago dos Açores.

José Aurélio Almeida 4/2/06 15:02  

Caro Jacinto:
Como já referimos acima, na entrevista em causa o senhor José Manuel Sousa fala "de peito aberto", colocando no ar diversas e pertinentes situações.

José Aurélio Almeida 4/2/06 15:04  

Cara Brizida:
Ficamos sem palavras perante tal apreciação.
Muito obrigado.

Anónimo,  11/6/06 21:36  

Será que esta "nova Câmara da Praia da Vitória" também não quer a classificação de Paisagem Protegida de Interesse Regional"? Há uma Assembleia Regional!!!
Atenção à CARTA DE RISCO GEOLÓGICO DA ILHA TERCEIRA!In Diário Insular de 26 de Janeiro de 2001 (Sexta-feira).
A protecção Civil tem também uma palavra a dizer! Devia!
Depois digam que foi azar!!!

José Aurélio Almeida 14/7/06 17:18  

Caro Anónimo:
Mais cedo ou mais tarde perceberemos a política da "nova Câmara da Praia da vitória" sobre a possibilidade de classificação de parte dos Biscoitos como Paisagem Protegida de Interesse Regional.
Em relação à Carta de Risco Geológico da Ilha Terceira agradecemos a dica e informamos que vamos investigar.

Biscoitos, Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores, Portugal

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP